30-11-2021

Grupo Boticário desenvolve Centro de Pesquisa do Olfato

Grupo Boticário desenvolve Centro de Pesquisa do Olfato
A pandemia gerou diversas consequências que perduram na vida dos infectados, sendo uma delas a perda de olfato. Conhecida clinicamente como anosmia, a ausência da percepção de cheiros atinge cerca de 86% das pessoas com casos leves da doença, segundo pesquisa publicada este ano no Journal of Internal Medicine. Neste contexto, o Grupo Boticário, anuncia a criação do Centro de Pesquisa do Olfato, área dedicada ao estudo do sentido, que, por meio do desenvolvimento tecnológico e científico, tem como objetivo fomentar e difundir conhecimento sobre o tema.


Liderada pela unidade o Boticário, a iniciativa tem como ponto de partida a complexidade do considerado "sentido da vida", que é capaz de criar uma interação entre comportamento humano e bem-estar. Dos cinco sentidos, o olfato é o único que atua no sistema límbico, ou seja, conecta-se com a área do cérebro responsável por gerenciar as emoções e criar memórias.


“O cheiro marca momentos, nos transporta entre tempos e resgata emoções vividas - foi partindo da afetividade acerca do olfato que surgiu o Centro de Pesquisa do Olfato que, para além dos desdobramentos comportamentais, tem por objetivo contribuir com renomadas instituições autorizadas que, por sua vez, conduzirão as pesquisas visando a prevenção de diagnóstico de distúrbios que afetam a qualidade de vida", disse César Veiga, expert em Fragrâncias do Grupo Boticário.


Além da criação do Centro de Pesquisa do Olfato, o grupo disponibilizou para o público um hub de conteúdo, que ficará hospedado no e-commerce da marca com materiais, artigos, pesquisas e um canal de conversa para compartilhamento de relatos sobre a perda olfativa, que futuramente podem se tornar objeto de estudo.


O Centro de Pesquisa do Olfato reunirá pesquisadores, médicos, especialistas em neurociência, em perfumaria e comportamento humano, atuando em quatro pilares que se interseccionam. O pilar Ciências das Emoções vai se amparar na neurociência como recurso para relacionar sentidos, ativar memórias e apurar o olfato; Diversidade Sensorial terá como premissa a investigação de diferentes percepções do olfato influenciadas pela diversidade populacional, como gerações, etnias, deficiências auditiva e visual, promovendo iniciativas de inclusão.


A área Futuro do Olfato atuará no aperfeiçoamento científico como forma de desvendar o sentido em todas suas camadas, mesmo as intangíveis e a Disseminação do Conhecimento vai liderar e apoiar pesquisas acerca do tema no intuito de disseminar e democratizar conhecimento e informação para profissionais de outras áreas e sociedade.


Liderado por Gustavo Dieamant, diretor executivo de P&D, e por Rafael Muller, diretor de Categoria de Perfumaria, o Centro de Pesquisa do Olfato vai abrigar áreas já existentes no Grupo Boticário, que há décadas desenvolvem, coletivamente, um trabalho focado em inovação para entregar fragrâncias para o consumidor final, acumulando cases de sucesso como o uso de estudos de neurociência e inteligência artificial para suportar os benefícios.


Entre os estudos que já estão sendo conduzidos no Centro de Pesquisa do Olfato está o que investiga a evolução multissensorial, com foco na fisiologia olfativa. O objetivo é estimular o cérebro a entender o cheiro por outras vias, que não seja o nervo olfatório. Outra pesquisa liderada pela área é voltada ao tema diversidade e inclusão. O Diversidade Sensorial está desenvolvendo um treinamento olfativo para pessoas com deficiência visual, com o intuito de inseri-las no mercado de trabalho, por meio de uma habilitação para atuar na área de avaliação sensorial do Grupo Boticário. No futuro, o centro pretende apoiar pesquisas com instituições autorizadas focando no estímulo olfativo, de forma a contribuir para a melhora do bem-estar.




Notícias relacionadas

Colgate lança cremes dentais em embalagens recicláveis

A empresa espera tornar reciclável todo o portfólio de cremes dentais nos Estados Unidos em 2023 e globalmente até 2025

+

Givaudan adquire 48% da brasileira Nanovetores

Para a Givaudan, o negócio reforça a estratégia de expansão da unidade Active Beauty

+

Evonik investe na produção de ramnolipídios em escala industrial

A nova planta – que dá continuidade a uma parceria estratégica com a Unilever – deverá iniciar suas operações em dois anos, na Eslováquia

+

Grupo Boticário lança o movimento Beleza Diversa

A empresa irá disponibilizar ao mercado publicitário imagens de modelos com tons e texturas de peles diferentes

+

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos