24-02-2020

E-commerce cai no gosto dos brasileiros e cresce 16,3% em 2019, diz Ebit Nielsen

De acordo com a Ebit|Nielsen, empresa de mensuração e análise de dados, em 2019 o e-commerce cresceu 16,3% em relação a 2018, com faturamento de R$ 61,9 bilhões frente a R$ 53,2 bilhões. A expectativa de crescimento do setor em 2019 era de 15%, segundo projeção do Webshoppers 40, estudo sobre comércio eletrônico brasileiro realizado pela empresa.


A empresa aponta que o número foi impulsionado pela breve retomada da economia e também pelo fortalecimento do comércio eletrônico no Brasil. Além do faturamento, o número de pedidos foi maior do que o do ano anterior, totalizando 148,4 milhões de compras contra 122,7 milhões. Contudo, o valor médio do ticket caiu 3,9% em relação a 2018, indo de R$ 434 para R$ 417.


Em 2018, as categorias de cosméticos e perfumaria e de moda foram as duas que mais cresceram em número de pedidos. No ano passado, moda & acessórios voltaram à liderança no ranking de pedidos, seguido por perfumaria & cosméticos/saúde. A empresa destaca que o crescimento do e-commerce brasileiro deve se manter em 2020, com expectativa de faturamento de R$ 74 bilhões.




Notícias relacionadas

IGP-10 acelera a alta a 1,91% em julho, aponta FGV

O índice acumulou alta de 6,55% no ano

+

Brasileiros acreditam que recuperação pode levar mais de 2 anos, diz CNI

Pesquisa da entidade aponta que, para 67% dos entrevistados, a recuperação ainda não começou

+

IBC-Br aponta recuperação de 1,31% em maio

O Índice de Atividade do Banco Central, considerado uma “prévia” do PIB, mostra melhora após as fortes retrações de fevereiro e março

+

Avisa seguirá normalmente com suas atividades

Após o recente falecimento de seu criador, a empresa passa a ser administrada por um conselho formado pela família Gradim

+

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos