24-02-2020

E-commerce cai no gosto dos brasileiros e cresce 16,3% em 2019, diz Ebit Nielsen

De acordo com a Ebit|Nielsen, empresa de mensuração e análise de dados, em 2019 o e-commerce cresceu 16,3% em relação a 2018, com faturamento de R$ 61,9 bilhões frente a R$ 53,2 bilhões. A expectativa de crescimento do setor em 2019 era de 15%, segundo projeção do Webshoppers 40, estudo sobre comércio eletrônico brasileiro realizado pela empresa.


A empresa aponta que o número foi impulsionado pela breve retomada da economia e também pelo fortalecimento do comércio eletrônico no Brasil. Além do faturamento, o número de pedidos foi maior do que o do ano anterior, totalizando 148,4 milhões de compras contra 122,7 milhões. Contudo, o valor médio do ticket caiu 3,9% em relação a 2018, indo de R$ 434 para R$ 417.


Em 2018, as categorias de cosméticos e perfumaria e de moda foram as duas que mais cresceram em número de pedidos. No ano passado, moda & acessórios voltaram à liderança no ranking de pedidos, seguido por perfumaria & cosméticos/saúde. A empresa destaca que o crescimento do e-commerce brasileiro deve se manter em 2020, com expectativa de faturamento de R$ 74 bilhões.




Notícias relacionadas

L’Oréal espera queda de 5% nas vendas no primeiro trimestre

Diante da crise provocada pela pandemia, a companhia suspendeu suas metas financeiras para o ano

+

Givaudan doa 1 milhão de francos suíços às comunidades locais

O fundo por meio do qual a empresa realizou a doação permitirá que suas equipes em todo o mundo identifiquem e apoiem comunidades em situação de risco, em razão da Covid-19

+

ABC realiza webinars gratuitos

As apresentações – para associados e não associados – são feitas por especialistas do setor, ao vivo

+

Indústria cresce 0,5% em fevereiro, diz IBGE

O resultado acontece depois da alta de 1,2% em janeiro. Os impactos da pandemia devem se intensificar em março, aponta o instituto

+

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos