30-01-2020

Indústria retoma otimismo, diz FGV

Indústria retoma otimismo, diz FGV
O Índice de Confiança da Indústria (ICI), medido pela Fundação Getúlio Vargas, mostra que o indicador avançou 1,5 ponto em janeiro, para 100,9 pontos. É a primeira vez que o indicador aponta um nível positivo (cem pontos é a linha de corte entre ceticismo e otimismo) desde março de 2018.


A tendência era de alta desde outubro de 2019. No entanto, essa última sondagem indica que os industriais agora têm um prognóstico favorável para a economia brasileira, depois de muito tempo. “Os dados ainda inspiram um pouco de cautela. Os empresários estão preocupados porque a demanda interna ainda não está crescendo rapidamente e a demanda externa tem caído”, apontou Renata de Mello Franco, economista da FGV/IBRE.


Em janeiro, a confiança subiu em 13 dos 19 segmentos industriais analisados. O resultado deste mês se deu graças à melhora das expectativas dos empresários, já que o indicador de situação atual se manteve estável. O Índice de Expectativas (IE) avançou 2,8 pontos, para 102 pontos – o maior valor desde junho de 2018 (102,3 pontos). O Índice de Situação Atual (ISA) variou 0,1 ponto, para 99,7 pontos, o maior valor desde março de 2018, quando o resultado registrado foi de 100,1 pontos.


Em janeiro, todos os indicadores que compõem o IE avançaram para a faixa dos 100 pontos. A variação de 4,6 pontos do indicador que mede as perspectivas sobre a evolução do ambiente de negócios nos próximos seis meses, para 103,5 pontos, foi o que mais contribuiu para a alta do índice.




Notícias relacionadas

Lowell faz distribuição gratuita de kits de máscaras e álcool em gel

A marca deve distribuir 20 mil kits de biossegurança até o mês de junho

+

Confiança do consumidor tem leve alta, aponta FGV

Houve melhora na confiança em todas as faixas de renda familiar, exceto entre as famílias mais pobres

+

Vendas de produtos essenciais crescem 15,3% na 1ª semana de maio, diz Nielsen

Os destaques foram os grupos Alimentos, Sazonais, Bazar e Têxtil. No segmento Higiene & Beleza, a variação foi de 12,9% ante a semana anterior

+

Prévia da confiança da indústria tem leve recuperação, diz FGV

Segundo a prévia da Sondagem da Indústria, o indicador subirá 2,4 pontos em maio, depois de registrar queda recorde em abril

+

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos