07-11-2019

Natura é a primeira empresa de cosméticos do Brasil a obter a patente verde

Natura é a primeira empresa de cosméticos do Brasil a obter a patente verde
Uma inovação tecnológica criada por pesquisadores da Natura e do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) recebeu a primeira Patente Verde – concedida pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) – dedicada a uma empresa de cosméticos no Brasil. Trata-se da utilização de resíduos de ativos da biodiversidade amazônica, obtidos da extração do óleo de oleaginosas, como murumuru, andiroba e castanha, como insumos de produção da companhia.


Anteriormente, a biomassa gerada como resíduo era utilizada para compostagem de solo e agora finaliza seu curso dentro da lógica da economia circular. Rica em carboidratos, fibras e lipídeo, o material passará a ser inserido em um novo produto, com benefícios comprovados para a pele, graças ao novo ativo biotecnológico. A novidade será lançada ao consumidor em 2020.


Ao criar um novo ingrediente biotecnológico, as cooperativas fornecedoras da Natura na região amazônica também passam a ter um novo modelo de negócios. A inovação possibilitou à empresa utilizar como insumo a matéria orgânica que resta da sua produção. Com a parceria do IPT, pesquisadores da Natura em Cajamar, na região metropolitana paulista, e em Benevides, no Pará, desenvolveram uma técnica para aproveitar os resíduos em projeto apoiado pela Embrapii-Piloto (CNI, Finep e MCTIC).


O registro concedido pelo INPI garante à Natura exclusividade no uso comercial da inovação durante os primeiros anos. O programa Patentes Verdes prioriza a análise de pedidos de registros relacionadas a tecnologias que ajudam a combater as mudanças climáticas. “É uma grande conquista relacionada à economia circular, pois desenvolvemos uma técnica de uso integral de sementes da biodiversidade brasileira. O que antes virava adubo, agora gera oportunidade em outra cadeia produtiva”, explica Roseli Mello, diretora de Inovação da Natura.




Notícias relacionadas

Preocupação com meio ambiente gera mudança de hábitos, diz pesquisa

As principais mudanças mencionadas pelos consumidores estão relacionadas à preferência por embalagens recicláveis e redução do uso de plástico

+

Intenção de consumo das famílias cresce 1,3% em novembro, aponta CNC

Na comparação com novembro de 2018, o indicador teve alta de 8,7%

+

Associação de shoppings projeta alta de 18% em vendas na Black Friday

Segundo a Alshop, os segmentos de perfumaria e cosméticos estão entre os mais procurados na data

+

Confiança do empresário da indústria sobe 3,2 pontos em novembro, diz CNI

O Índice de Confiança do Empresário Industrial atingiu 62,5 pontos, numa escala que vai de zero a 100

+

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos