19-07-2019

Comércio eletrônico cresce 12% no primeiro semestre, diz Ebit-Nielsen

Levantamento feito pela Ebit-Nielsen aponta que o e-commerce brasileiro faturou R$ 26,4 bilhões no primeiro semestre de 2019 e teve crescimento de 12% em comparação ao mesmo período do ano anterior, quando registrou receita de R$ 23,6 bilhões. O número de pedidos aumentou 20%, passando de 54,4 milhões para 65,2 milhões de compras.


Também houve avanço no registro de novos entrantes: 18% dos consumidores tiveram a sua primeira experiência de compra on-line. A pesquisa confirma a consolidação do comércio eletrônico como canal de vendas em eventos sazonais, como Carnaval, Dia das Mães e Dia dos Namorados.


No entanto, mesmo apresentando um cenário positivo no semestre, o segmento registrou queda de 7% no ticket médio, reduzido de R$ 433 para R$ 404. Segundo a Ebit-Nielsen, a expectativa é que o segundo semestre seja melhor que o primeiro e que 2019 feche com vendas de R$ 59,8 bilhões, uma expansão de 12% ante os R$ 53,2 bilhões registrados em 2018. Os pedidos também devem permanecer crescendo, atingindo a marca dos 144 milhões, 18% acima do observado no período anterior.




Notícias relacionadas

in-cosmetics Asia tem inscrições abertas

O principal evento direcionado às inovações e tendências em ingredientes para o setor cosmético na região Ásia-Pacífico acontecerá nos dias 5 a 7 de novembro, na Tailândia

+

Revlon contrata Goldman Sachs para revisão estratégica de negócios

De acordo com a Bloomberg, a gigante do mercado de maquiagem está explorando todas as opções, incluindo a potencial venda de partes ou de todos os negócios da marca

+

CNI: confiança do empresário industrial sobe pelo terceiro mês consecutivo

De acordo com a Confederação Nacional da Indústria, houve melhora nas avaliações das condições atuais dos negócios e nas expectativas para os próximos meses

+

Estée Lauder encerra ano fiscal com alta de 9% nas vendas

O grupo registrou US$ 14,86 bilhões em vendas no período de junho de 2018 a junho de 2019, com destaque para o desempenho das marcas La Mer, Estée Lauder e Clinique

+

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos