10-07-2019

Morre Miguel Malato

Morre Miguel Malato
Formado pela Universidade de São Paulo em 1944, o farmacêutico Miguel Paschoal Vicente Malato dedicou mais de seis décadas ao setor cosmético. O paulistano, que morreu hoje aos 97 anos, foi um dos fundadores da Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC) e presidente da entidade no biênio 1983-1985.


“Os objetivos da minha gestão foram promover maior número de eventos, palestras e vários cursos em diversos níveis; incentivar a participação de maior número de elementos nos vários departamentos da ABC; atingir o meio universitário, dando ao estudante uma visão ampla do que seja a cosmetologia e a finalidade da ABC”, afirmou Malato, em trecho do documento “A história contada por quem a fez”, produzido pela ABC em 2013.


Também foram objetivos de sua gestão incentivar o interesse da área médica dermatológica e de outras áreas ligadas à cosmetologia pelas atividades da associação. Malato seguiu fazendo parte da evolução da entidade, integrando os conselhos consultivo e fiscal nas gestões seguintes, até 2009. Em 2015, Malato recebeu o título de Sócio Benemérito, por sua contribuição e dedicação à ABC e ao setor.


A trajetória profissional de Malato teve início em 1941, quando começou a trabalhar na Ao Veado D´Ouro, enquanto cursava a faculdade de farmácia. Dois anos após se formar (em 1946) foi convidado por Mario Bozzano para ser farmacêutico responsável da Bozzano S/A, que funcionava no bairro do Cambuci. Na época, a Bozzano distribuía produtos cosméticos como perfumes Dana e a linha de barbear da Williams, incluindo sua famosa Aqua Velva. A necessidade de adaptar esses produtos ao consumidor brasileiro fez com que Malato, que supervisionava o controle de qualidade e desenvolvimento de produtos cosméticos, chegasse à primeira formulação do tradicional Creme de Barbear Bozzano.


Na década de 1960, Malato iniciou sua participação na Comissão Técnica criada pelo Instituto Adolfo Lutz e liderada pelo diretor da entidade, Ariosto Buller Souto, para a implantação da Regulamentação das Normas Técnicas de Cosméticos, Perfumes e Produtos Congêneres no Brasil. Esse foi um passo fundamental para a criação da primeira regulação específica para cosméticos, emitida pelo Serviço Nacional de Fiscalização de Medicina e Farmácia (SNFMF). O trabalho direcionado a uma representação técnica consistente da área cosmética o levou a fazer parte da criação da ABC, em 1973. As primeiras reuniões aconteceram em uma sala emprestada na Bozzano.


Após deixar a Bozzano, em 1999, Malato atuou como consultor técnico de diversas empresas, como a Homeopatia Dr. Alberto Seabra, a Hisamitsu Farmacêutica do Brasil e a Biopas do Brasil, do grupo espanhol Ferrer. O velório acontece hoje, no Cemitério do Morumbi, em São Paulo, às 17h. O sepultamento será realizado amanhã, às 10h.




Notícias relacionadas

O Boticário muda fachadas de lojas em campanha sobre reciclagem

Lojas de São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador exibem frascos, potes e bisnagas vazias. Ação é parte da campanha para estimular a destinação adequada de embalagens de cosméticos

+

L’Oréal finaliza acordo para compra de marcas da Clarins

O grupo adquire a divisão de fragrâncias da Clarins, que em 2018 registrou um faturamento de 340 milhões de euros

+

Coty pretende vender operação no Brasil

A companhia também anunciou a intenção de vender sua unidade de negócios de produtos profissionais para cabelos e unhas, que inclui marcas como Wella, Clairol e OPI

+

Instagram supera Facebook em engajamento, aponta pesquisa

Os segmentos de moda e beleza foram os que mostraram melhor performance na rede social, segundo levantamento da Socialbakers

+

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos