21-12-2018

Confiança do consumidor tem maior nível em quase cinco anos, aponta FGV

Apesar do endividamento das famílias, a confiança do consumidor brasileiro encerrou o ano no maior patamar em mais de quatro anos, diante da melhora da percepção sobre a situação atual, apontou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com alta de 0,6 ponto em dezembro, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) terminou o ano com 93,8 pontos, o maior nível desde abril de 2014.


“O ano de 2018 foi difícil para os consumidores, mas fecha com uma sequência de resultados positivos que sinalizam uma recuperação da confiança. Após três meses de altas, o consumidor percebe uma melhora da situação atual, com inflação em queda, taxas de juros estáveis, maior acesso ao crédito e maior oferta de emprego”, afirmou em nota a coordenadora da Sondagem do Consumidor, Viviane Seda Bittencourt.


No mês, o Índice de Situação Atual (ISA) subiu 2,4 pontos, chegando a 77 pontos, o maior nível desde maio de 2018. Contudo, o Índice de Expectativas (IE) registrou uma queda de 0,8 ponto, chegando a 105,6 pontos. “O endividamento das famílias mantém-se elevado e, talvez por isso, neste mês, os consumidores tenham reavaliado o ganho expressivo das expectativas observado nos meses anteriores. Aparentemente, aguarda-se 2019 para voltarem a consumir com mais ímpeto”, completou Viviane.




Notícias relacionadas

Natura e Heineken fazem parceria para reciclagem no Rock in Rio 2019

A principal iniciativa será a coleta e transformação dos copos plásticos usados durante o evento em componentes de embalagens da linha Natura Homem

+

Givaudan adquire a Fragrance Oils

A fabricante britânica de perfumes e aromas exporta seus produtos para mais de 90 países

+

in-cosmetics Asia tem inscrições abertas

O principal evento direcionado às inovações e tendências em ingredientes para o setor cosmético na região Ásia-Pacífico acontecerá nos dias 5 a 7 de novembro, na Tailândia

+

Consumidor brasileiro está cada vez mais omnichannel, diz pesquisa

Estudo feito pela Lett e Opinion Box aponta que 64% dos entrevistados preferem comprar em lojas físicas, mas pesquisam preços e buscam informações on-line

+

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos