Boas Prticas

Dia Mundial da Qualidade

Novembro/Dezembro 2016

Carlos Alberto Trevisan

colunistas@tecnopress-editora.com.br

Carlos Alberto Trevisan

No dia 10 de novembro foi celebrado o Dia Mundial da Qualidade, data comemorativa instituda pela Organizao das Naes Unidas (ONU).

Introduzido em 1990, o Dia Mundial da Qualidade comemorado toda segunda quinta-feira do ms de novembro, tem por objetivo mostrar a relevncia do tema para a produtividade e para a competitividade das organizaes, incrementando a conscientizao global com o fim de promover o crescimento e a prosperidade de todos os pases.

Como relativamente intuitiva, a adoo dos princpios de gesto da Qualidade garante a sobrevivncia das organizaes em pocas de incerteza e proporciona vantagem competitiva no caminho para o sucesso.

Devemos, porm, lembrar que a implantao do sistema da Qualidade apenas com o objetivo de obter certificao no recomendvel. Em vez disso, deve-se assumir que a implantao implica na modificao dos processos e dos sistemas, adotando-se o princpio da melhoria contnua.

Como tenho insistido exausto nesta coluna, a Qualidade somente obtida quando o processo envolve plenamente toda a organizao, abarcando seus componentes humanos.

A expresso Quem faz qualidade so pessoas deve sempre ser assumida como premissa, pois, caso contrrio, o sistema da Qualidade, quando for implantado, se o for, ser denominado qualidade de papel.

A nfase na efetiva participao e no comprometimento das pessoas so fundamentais para a real implantao do processo da Qualidade.

Por outro lado, para obter o comprometimento, no se deve deixar de considerar que este s se obtm com a motivao das pessoas.

Ao longo da minha atividade profi ssional, participando de processos de implantao de sistemas da Qualidade, raras foram as ocasies em que obstculos de natureza motivacional no foram detectados nas empresas durante a implantao efetiva e a prtica do sistema.

Sempre que dificuldades foram registradas, a procura das possveis causas indicou que pessoas participantes do processo no estavam se envolvendo adequadamente, ou seja, no estavam se comprometendo com ele. A pergunta era: Como motivar essas pessoas a participar do processo com entusiasmo e dedicao?

Propus algumas atividades que, no meu entender, poderiam facilitar a motivao das pessoas e, consequentemente, seu comprometimento e sua participao no processo.

Recorri aos ensinamentos da mestra Ceclia Whitaker Bergamini no seu livro Motivao nas organizaes, o qual eu recomendo aos meus poucos e fiis leitores. Ela diz que cada indivduo traz, de alguma forma, no seu interior, suas prprias motivaes e que com base nisso que as organizaes tm que agir para evitar que as pessoas no percam a sinergia motivacional. E Ceclia acrescenta que cabe ao gestor identificar essas motivaes internas e resgat-las em favor da organizao. Entretanto, em muitos casos, constatei a ausncia de lderes que pudessem exercer essa tarefa.

O lder motiva as pessoas. Por si s, um bom lder colabora e fica gratificado com a colaborao dos outros. O lder deve ter conhecimento do processo, ser capaz de definir os pontos de colaborao, identificar e fomentar iniciativas para que a colaborao acontea onde ela for mais necessria.

Uma avaliao ampla de como aplicar uma abordagem sistmica para a gesto o caminho para que a gesto da Qualidade seja realizada por toda empresa. Isso vai permitir a identificao de gargalos que impedem a introduo de planos de melhorias na organizao.

Caro leitor, espero que as empresas do nosso setor aumentem suas aes no sentido de atingir o pleno estgio da Qualidade, que elas passem a comemorar o Dia Mundial da Qualidade nos 365 dias do ano.



Outros Colunistas:

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos