Tricologia

Autoestima e cabelos

Maro/Abril 2015

Valcinir Bedin

colunistas@tecnopress-editora.com.br

Valcinir Bedin

Durante toda a histria da humanidade, algumas partes do corpo humano tiveram maior ou menor representao, como a estatura, por exemplo, e os msculos mostra, como hoje em dia. Mas nenhuma parte do corpo teve a importncia dos cabelos nessa trajetria.

H relatos de receitas para o crescimento dos cabelos desde a China Antiga que datam de mais de 4 mil anos atrs, que falam em misturas de banhas animais com chifres raspados para atingir esse efeito.

No Egito Antigo, a forma dos penteados fazia a distino entre as classes sociais. Assim, os trabalhadores no podiam usar cabelos com os mesmos formatos que os dos sacerdotes ou dos mdicos, e os guerreiros eram autorizados a usar perucas feitas com os cabelos dos derrotados.

Clssica a histria do juiz do povo hebreu, chamado Sanso, que teria sua enorme fora associada grande cabeleira e que a teria perdido quando, encantando pela filisteia Dalila, ao dormir, teve suas madeixas cortadas e, consequentemente, perdeu toda fora, tendo sido cegado e posteriormente morto.

Na poca do Renascimento na Frana, teve incio o uso da farinha nas perucas - os detratores da monarquia diziam que, numa noite de festa em Versalhes, usava-se uma quantidade de farinha que poderia alimentar toda a populao de Paris. Tambm desta poca o uso de um artifcio especial: um receptculo em forma de cabea, no qual se colocava um potinho de mel para atrair os insetos que se alojavam na peruca aps o seu uso. At hoje o uso de perucas brancas comum pelos representantes do povo e dos juzes em vrios pases da Europa.

Na frica, h relatos de que, em algumas tribos, o uso de tranas feitas com apenas trs fi os comum. O trabalho to grande que, s vezes, leva-se at trs anos para termin-las, e, para no desfaz-las, o usurio passa a dormir com um tronco sob a cabea!

Durante a segunda grande guerra, nos pases aliados, algumas mulheres que se envolviam com soldados alemes, quando descobertas, tinham seus cabelos raspados, para serem identificadas como traidoras.

Na Antiguidade, os romanos faziam uso de descolorantes para aloirar os cabelos, com a inteno de que eles ficassem parecidos com ouro, o metal mais precioso da poca.

Essas histrias apenas ilustram a importncia que a humanidade empresta a esse anexo da pele, que, do ponto de vista exclusivamente fisiolgico, tem muito pouca importncia, mas que do ponto de vista emocional, crucial.

No Brasil, os estudos mostram que as meninas comeam a aplicar produtos qumicos (mesmo que seja apenas papel celofane para dar uma cor diferente) aos nove anos de idade! E, a partir da, mexem nos cabelos at o final da vida.

Em termos de investimentos, calcula-se que uma mulher normal gasta, durante a vida, o equivalente a um apartamento de dois quartos num bairro nobre de uma grande cidade s com produtos e servios para os cabelos.

Diante do exposto, podemos supor o nvel de importncia que dado a estes fi os que cobrem o couro cabeludo.

No nosso meio, temos um trabalho feito no ambulatrio de Tricologia da Sociedade Brasileira do Cabelo no qual consolidamos um questionrio de qualidade de vida e queda de cabelos que mostrou uma relao muito grande entre os dois fatos.

Mulheres que se submetem quimioterapia ps-cncer tm muito mais preocupao com a queda dos cabelos do que com a prpria doena!

Costuma-se brincar com o fato de que toda mulher gostaria de ter os cabelos que no tem! Assim, se ela tem os cabelos lisos, gostaria de encaracol-los. Se eles so ondulados, quer alis-los, e assim por diante.

Uma grande aliada dos cabeleireiros a mdia, que cria e dita modas de acordo com o tempo. Hoje estamos saindo de um perodo, que durou mais ou menos 10 anos, marcado pela ditadura do cabelo liso, como se a beleza no residisse na diversidade!

Nas dcadas de 1940 e 1950, era exatamente o inverso. Foi o auge dos permanentes, que tinham como objetivo deixar as madeixas onduladas. O mesmo ocorre com as cores dos fios. De tempos em tempos, a moda dita a cor da estao!

Como vimos, os cabelos tm muita relao com a autoestima, mais nas mulheres do que nos homens, s vezes em excesso, mas quem ter coragem de dizer para uma adolescente de 15 anos que os cabelos no deveriam ser to importantes na sua vida?



Outros Colunistas:

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos