Temas Dermatolgicos

Estrias e gravidez

Julho/Agosto 2014

Denise Steiner

colunistas@tecnopress-editora.com.br

Denise Steiner

As estrias desenvolvem-se em at 90% das mulheres durante o sexto e o stimo ms da gestao, sendo que 43% das pacientes desenvolvem antes de 24 semanas de gestao. Sua etiologia desconhecida at o momento, e h poucos trabalhos sobre o assunto. Elas surgem em uma variedade de circunstncias, algumas envolvendo o estiramento fsico da pele como grandes aumentos de peso ou estiro de crescimento do adolescente e outras associadas a alteraes hormonais decorrentes do uso crnico de esteroides ou da sndrome de Cushing. Na gravidez, dois fatores principais parecem estar relacionados ao seu surgimento. O primeiro o condicionamento da pele pelo nvel aumentado de estrgeno e relaxina. Estes hormnios aumentam a produo de colgeno e mucopolissacardeos substncias que, na derme, atraem a gua, que, por sua vez, atua para diminuir as foras de coeso entre o colgeno e as fibras, levando separao fcil. O segundo fator o alongamento fsico sobre a derme, causando interrupes no colgeno. So encontradas mais em mulheres que ganham muito peso e nas mais jovens. Parece haver tambm uma predisposio gentica para o problema, que tambm depende da histria pessoal e da raa.

As estrias so leses lineares, mais frequentemente encontradas em regies de mamas, abdmen, quadris e coxas. Esta localizao depende, em parte, da circunstncia em que elas se desenvolveram. Por exemplo, levantadores de peso esto mais propensos a apresentar estrias nas axilas e nos braos, enquanto gestantes tendem a sofrer com o problema especialmente no abdmen e nas mamas.

Elas comeam como leses avermelhadas e roxas, e, ao longo do tempo, perdem pigmentao e ficam atrficas. Ocasionalmente, so pruriginosas.

Nenhuma terapia comprovou definitivamente sua eficcia na preveno de estrias durante a gravidez. As tentativas contemplam massagens com leo de oliva, cremes emolientes com vitamina E, vitamina C, manteiga de cacau, loo de aloe vera e uso de vitaminas e sais minerais. Algumas terapias no convencionais incluem aplicao de leo de castor, algas, cido gliclico tpico, frutas cidas/alcalinas e cremes homeopticos e/ou leos. No entanto, nenhuma destas foi comprovada por grandes estudos prospectivos. Evidncias limitadas sugerem que dois tratamentos tpicos podem ajudar a prevenir estrias. Um contm extrato de centella asitica mais alfa-tocoferol e hidrolisado de colgeno e elastina. O outro tratamento apresenta tocoferol, cidos graxos essenciais, pantenol, cido hialurnico, elastina e mentol. No entanto, estes produtos so amplamente disponveis, e a segurana do uso de centella asitica e os componentes responsveis por sua eficcia durante a gravidez no est totalmente clara. Um sucesso pessoal de um mdico na preveno de estrias em todas suas pacientes gestantes usando a combinao de zinco, cido ascrbico, piridoxina e leo de linhaa fascinante, porm merece um estudo prospectivo controlado para avaliar esta observao.

O tratamento de estrias ps-parto inclui tretinona tpica (considerado categoria C pelo FDA e de segurana desconhecida na amamentao) e procedimentos a laser (585 nm, pulsed dye laser), alm de peelings com cido retinoico e baixas concentraes de cido tricloractico (15-20%). Atualmente, outras terapias incluem o uso de luz intensa pulsada em estrias avermelhadas; lasers fracionados (1540 nm) e luz com emisso de UVB (por exemplo, excimer laser 308 nm) em estrias brancas; alm de exciso cirrgica com abdominoplastia nos casos associados flacidez da pele.

Com comprovao cientfica, os emolientes so produtos seguros e de fundamental papel na preveno de estrias, j que aumentam a umidade da pele e podem modificar as propriedades mecnicas das indesejadas marcas. Para a hidratao da pele, existem duas formas: a ativa, com substncias que formam o fator natural de umectao (por exemplo, lactato, cido pirrolidnico e ureia), e a passiva, com compostos emolientes e oclusivos (glicerina, vaselina, leo mineral, silicones, lanolina, sorbitol etc.). Destes produtos o mais controverso em relao gestao a ureia. Seu uso via intra-amnitica tem sido relacionado induo de aborto. No entanto, no h nada descrito na literatura cientfica que contra-indique formalmente seu uso na gravidez. Ela, de fato, pode aumentar a penetrao de outros ativos, podendo ser danosa. Segundo o FDA, a concentrao de ureia nas formulaes de produtos cosmticos hidratantes no pode passar de 10% - acima deste valor considerado categoria C. J a Anvisa (Agncia Nacional de Vigilncia Sanitria) considera uma concentrao mxima de 3% de ureia para produtos com finalidade especificamente cosmtica com grau 1; entre 3% e 10%, classifica como cosmtico grau 2 e j indica seu uso na gestao.

Em resumo, o manejo de estrias durante a gestao consiste na tentativa de preveni-las com emolientes que no contenham ureia, e o tratamento das que aparecerem deve ser postergado at o perodo ps-parto.



Outros Colunistas:

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos