Boas Prticas

Treinamento

Maio/Junho 2022

Carlos Alberto Trevisan

colunistas@tecnopress-editora.com.br

Carlos Alberto Trevisan

Nesta oportunidade, vou abordar aspectos do treinamento de colaboradores, um tema de fundamental importncia para qualquer atividade, especialmente aquela relativa Qualidade.

Iniciando, vamos considerar a observao de William James (1842-1910), filsofo e psiclogo norte-americano que foi um dos criadores da escola filosfica conhecida como pragmatismo e um dos pioneiros da psico- logia funcional. Em 1916, James escreveu: Os empregados geralmente continuariam em seus empregos, sem entusiasmo pelo seu trabalho e produzindo apenas de 20 a 30% do seu real potencial. E concluiu: Os mesmos empregados poderiam utilizar cerca de 80 a 90% do seu potencial se estivessem altamente motivados.

Por sua vez, o estadunidense Douglas McGregor (1906- 1964), que foi um dos mais influentes pensadores na rea de relaes humanas, escreveu: Podemos aperfeioar nossa habilidade para controlar se reconhecermos que o controle consiste na adaptao seletiva natureza humana, em vez de tentar conformar a natureza humana aos nossos desejos. Se as nossas tentativas para controlar no tiverem xito, geralmente, a causa repousa na escolha de meios no apropriados. improvvel que estejamos aperfeioando a nossa capacidade administrativa aos culparmos as pessoas por falharem ao se comportarem de acordo com as nossas predies.

O treinamento uma das foras macias que esto mudando a natureza das empresas.

Quando pensamos em treinamento, algumas dvidas afloram, por exemplo:

- Por que a eficcia o problema central do treinamento? - O que pretendido pela nova tecnologia do treinamento? - Que mtodos alternativos de organizao de treinamento esto disponveis?
- Como a motivao dos colaboradores pode ser orientada e as tarefas do aprendizado podem ser enriquecidas?
- Como o desempenho do treinamento pode ser medido?
- Por que necessrio administrar por meio de objetivos
de aprendizagem?

Muitas vezes, as dvidas, em geral, aparecem por causa do total desconhecimento das tcnicas treinamento nas empresas. crescente o reconhecimento de que o treinamento uma das funes da administrao.

H uma conscientizao gradual de que as tcnicas de instruo produzem diferentes climas motivacionais e que nenhuma delas tima para todas as situaes.

Um conjunto de conceitos derivados de uma aprendizagem programada tem aceitao geral entre os gestores das reas de treinamento. Entre esses conceitos, destacam-se:

- O treinamento deve ser orientado para a aprendizagem.
- O treinamento deve ser orientado para o sucesso, no para o fracasso.
- As tarefas de aprendizagem devem ser delineadas de modo que os colaboradores sejam ativos e no passivos.
- Os colaboradores devem ficar interessados e motivados, ao invs de frustrados e entediados.
- Deve-se diferenciar treinamento em conhecimento e em atitudes.

Um interessante comparativo entre eficcia e eficincia no treinamento mostra que:

- Devem ser feitas as coisas certas, ao invs de fazer as coisas de modo certo.
- Devem ser produzidas alternativas criativas, em vez de resolver problemas.
- Deve-se otimizar o uso de recursos, ao invs de poupar recursos.
- Devem ser compreendidos os objetivos do treinamento, em vez de cumprir deveres.
- Devem ser determinadas necessidades de treinamento, ao invs de baixar os custos de treinamento.

Outros pontos importantes no processo de treinamento so as atividades e as caractersticas do instrutor. Entre elas, destacam-se:

Sensibilidade aos requisitos das tarefas que devem ser treinadas e dos colaboradores nelas envolvidos.

Capacidade para diagnosticar corretamente os requisitos da situao de instruo e dos prprios colaboradores.

Experincia profissional para ser capaz de escolher e implementar a estratgia certa de treinamento ou instruo.

Flexibilidade para colocar em prtica qualquer coisa que a situao exija.

Para finalizar, no devemos nos esquecer de que a motiva- o uma fora oculta que nos impulsiona a nos comportar de uma maneira particular. Portanto, o sucesso do treinamento depende do que motiva a equipe.



Outros Colunistas:

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos