Tricologia

Onde existe pele existe pelo?

Maro/Abril 2021

Valcinir Bedin

colunistas@tecnopress-editora.com.br

Valcinir Bedin

A pele o maior rgo do corpo humano, e o pelo o seu anexo mais importante. Existem aproximadamente 5 milhes de folculos pilossebceos espalhados pelo organismo, exceto em cinco locais especfi cos. A saber: palma da mo, planta do p, leito ungueal, glande peniana e pequenos lbios vaginais.

Seria possvel pensar que no existem pelos nas plpebras ou nos lbios, mas isso no verdade. Eles esto presentes, apesar de invisveis ao olho nu.

Mas por que isso importante? Para comeo de conversa, para as neoplasias. H tumores de origem folicular que s podem aparecer onde existam folculos. Para um diagnstico correto, essa informao de muito valor, se no fundamental.

Quando tratamos de produtos e servios relacionados aos pelos, tambm importante este conhecimento. Outro dado tambm importante que o pelo um anexo da epiderme e, portanto, constitudo de clulas epidermais, quais sejam: queratincitos e melancitos. Tratamentos que envolvem retirada deles ou mudana de sua forma ou cor podem envolver a pele adjacente, e isso muito relevante para o seu sucesso!

Quando falamos de pelos corporais, a ao mais comum a depilao. Esse um hbito muito comum, especialmente (mas no s) de mulheres do mundo ocidental. Cada modalidade de depilao, alm da retirada de pelos, acarreta numa alterao da pele onde ela aplicada.

A aplicao de produtos qumicos que destroem a queratina com o intuito de destruir o pelo vai, sem dvida, causar a destruio de parte da epiderme na sua camada mais superfi cial, que a chamada camada crnea.

Esta, por sua vez, tem funo de proteo e de barreira contra a entrada de microrganismos e de cosmticos naturais da pele, sendo responsvel pela hidratao natural e pela manuteno do manto hidrolipdico. A sua destruio, mesmo que parcial, causa um desequilbrio a esse estado, devendo os formuladores ficarem atentos a esse evento.

Produtos de ao qumica para depilao devem ser formulados associados a hidratantes e mantenedores de pH para minimizar esses danos.

Outra modalidade de depilao aquela que utiliza ceras, tanto frias quanto quentes. O mecanismo de ao desse mtodo a quebra mecnica do pelo atravs da retirada da cera aplicada sobre a pele e os pelos. Apesar de se querer retirar apenas os pelos, inevitavelmente acaba-se retirando parte da camada crnea, especialmente daquelas clulas j mortas que se colocam mais superficialmente. Quando a retirada excessiva, necessrio que se faa uma proteo adicional aps a depilao, com produtos que, se no conseguem restituir as caractersticas do estrato crneo, ao menos tm que dar uma proteo temporria at a recuperao dessa estrutura. O risco fica aumentado para uma infeco bacteriana, por exemplo.

Os mtodos mecnicos que usam aparelhos cortantes e lminas muitas vezes levam retirada de camadas de clulas da crnea pelo arrasto delas. Isso pode causar todos os problemas descritos anteriormente e tambm a obstruo dos stios foliculares, levando a foliculites e outros processos infl amatrios.

Produtos com caractersticas anti-inflamatrias podem ser utilizados para finalizar esse tipo de procedimento.

Um tpico parte o que fazemos com os pelos do couro cabeludo, conhecidos na lngua portuguesa como cabelos. Alm de trat-los diariamente, o cuidado com a pele adjacente tambm muito importante.

Uma caracterstica muito presente no couro cabeludo a sua vascularizao, que bastante grande. Outra a presenas de glndulas sebceas em quantidades que variam de 50 a 150 mil unidades. Isso d a dimenso dos cuidados que devemos ter quando vamos aplicar qualquer produto qumico nos cabelos.

Para se fazer qualquer atividade que envolva o uso de princpios ativos com pH diferente daquele da pele normal (ao redor de 5,5), devemos, sempre que possvel, proteger a pele da rea na qual estamos trabalhando, de maneiras mecnicas ou qumicas.

sempre importante realizar um teste inicial e prvio, aplicando uma pequena quantidade de produto atrs de uma orelha e esperando ao menos 15 minutos para avaliar a pele. Se ela apresentar vermelhido, prurido ou descamao, o tratamento deve ser evitado.

importante lembrar que, antes de tomar alguma atitude em relao ao ocorrido (como pedir para a pessoa lavar os cabelos com gua quente), deve-se ter a certeza do diagnstico, para no piorar a situao. A gua quente pode liberar gases ou vapores mais nocivos do que o prprio produto.

Cabe ao formulador o bom senso de elaborar produtos que estejam alinhados com o bem-estar do usurio, e cabe ao profissional que atua no campo ter o discernimento para escolher os melhores produtos para cada caso.



Outros Colunistas:

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos