Tricologia

Cabelos e o antienvelhecimento

Julho/Agosto 2019

Valcinir Bedin

colunistas@tecnopress-editora.com.br

Valcinir Bedin

Envelhecer um processo dinmico que evolui com o passar do tempo, com mudanas clnicas, fisiolgicas, histolgicas e psicolgicas.

um fenmeno to complexo quanto inevitvel! Nos ltimos anos, tem aumentado o interesse, o estudo e o entendimento dos processos de envelhecimento em funo do aumento da longevidade. Em 1980, as pessoas com mais de 70 anos eram 330 milhes e, em 2019, o nmero de pessoas nessa faixa etria j passa de 1 bilho!

Existe um envelhecimento programado a nvel celular e molecular. O relgio biolgico leva a mudanas na viso, perda de clcio, diminuio da audio e da capacidade pulmonar, e existe o envelhecimento acidental, causado por agentes circunstanciais que levam a danos do DNA, ao dos radicais livres, desgaste natural da vida diria etc.

Podemos resumir o envelhecimento como uma perda progressiva da funo mxima e capacidade de reserva com diminuio dos telmeros que so continuao de cidos nucleicos e prolongamentos de cromossomos levando perda de proteo dos cromossomas, que atua como relgio biolgico destruindo a proteo do DNA, alterando a regulao da carcinognese com o aparecimento de foto-envelhecimento e senescncia proliferativa. A enzima telomerase que foi descoberta por pesquisas em engenharia gentica, encontrada em clulas germinativas e cancerosas e parece recuperar e repor telmeros e manter a integridade dos cromossomos.

Em 1940, comearam os estudos e pesquisas para entender por que envelhecemos. Algumas teorias forma lanadas. Vamos listar e resumir cada uma delas.

- Teoria da Mutao: parte da ideia de que mudanas ocorrem nos genes que so fundamentais para a vida.

- Anomalias Cromossmicas: leva em conta a perda de bases telomricas que levariam a uma diminuio do tamanho dos telmeros.

- Teoria das Alteraes Moleculares e Enzimticas: consiste na reduo da atividade da glutationa peroxidase, da catalase, da glutationa redutase e dos inibidores da metaloproteinase.

- Teoria da Estimulao Tmica: hormnios tmicos estimulam e controlam a produo de neurotransmissores e o crebro, o sistema hormonal endcrino. Com o passar dos anos, ocorre a imunosenescncia tmica, com o enfraquecimento do sistema imune.

- Teoria dos Radicais Livres: radicais livres atacam a estrutura da membrana celular gerando produtos metablicos danosos. O que leva ao envelhecimento so os efeitos adversos, como o fato de impedir o reparo e a reproduo celular, causar distrbios na sntese do DNA e do RNA, interferir na sntese das protenas, destruir enzimas celulares, levando apoptose celular. Atacam colgeno e elastina com perda da elasticidade e formao de rugas.

- Acmulo de Detritos Celulares: produo exagerada de resduos celulares que interfere nas funes celulares, levando apoptose.

- Teoria Limite de Hayfl ick: em 1961, Hayflick e Moore, dois bilogos, demonstraram a senescncia em cultura de clulas humanas. Fibroblastos tm capacidade de diviso limitada a 50 vezes ao ano. Alteraes e degenerao nas clulas, membranas e material gentico levariam parada da replicao.

- Hormnio da Morte: a diminuio da glndula pituitria leva perda de neurnios (no se replicam). O envelhecimento leva liberao do DECO (Decreasing Oxygen Consumption Hormone), que, por sua vez, leva inibio da atividade da tiroxina (diminui a energia) com acelerao do envelhecimento.

- Desgaste Natural: danos celulares e do corpo provocados por excesso de uso e abusos, levando a alteraes nos rgos. O fgado, o estmago, os rins e a pele ficam lesados por toxinas provenientes de nossa dieta e do meio ambiente. Outros agressores so as radiaes UV e o estresse fsico-emocional.

- Teoria Neuroendcrina: ocorreria um desgaste natural do sistema neuroendcrino. Os hormnios so responsveis pelo reparo e pela regulao das funes do corpo. Quando somos jovens, h maiores nveis hormonais. medida que ficamos mais velhos, eles diminuem os nveis hormonais (clulas metabolicamente inativas).

Levando em conta essas informaes, o formulador de produtos anti-aging poder desenvolver uma linha de proteo para os cabelos, retardando esse processo natural, mas to perverso!



Outros Colunistas:

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos