Fragrncias

Homenagem a uma família olfativa

Setembro/Outubro 2009

Carmita Magalhães

colunistas@tecnopress-editora.com.br

Carmita  Magalhães

Hoje, gostaria de homenagear uma famlia olfativa. Uma simples palavra do dia a dia, de 6 letras, 4 consoantes e 2 vogais...

Hoje, gostaria de homenagear uma famlia olfativa. Uma simples palavra do dia a dia, de 6 letras, 4 consoantes e 2 vogais... Uma palavra que quase passa despercebida, por causa de sua presena quase cotidiana em nossas vidas. Para alguns, sua presena constante; para outros, um pouco mais discreta; e, para poucos, quase imperceptvel. Mas, na Perfumaria, devido a sua grandeza olfativa, grandiosa!

Pensando bem, no uma famlia principal da Perfumaria, no das mais glamourosas, no a que tem mais histrias nem uma das mais citadas ou festejadas.

Na semana passada, uma vez mais tive uma demonstrao da importncia dessa palavra nas nossas vidas e, depois pensei, tambm no mundo da Perfumaria.

No mercado municipal, no quiosque do Gonzalez, encontrei um contador de histrias sobre um tema que vai nos interessar agora: as frutas. Vivi um momento sensorial, quando exercitei o paladar, o olfato, o tato e a viso, porque esse senhor a cada uma das frutas associou uma emoo, atitude que tambm o motor do nosso trabalho.

Vou falar da famlia frutal! E, para comear, ser bom falar das frutas que esto presentes no nosso dia a dia, e posteriormente falarei das frutas do mundo da Perfumaria.

Frutas no dia a dia. Pensando numa definio literal, olhei no dicionrio, mas o que encontrei pouco representativo. O que precisamos saber que as frutas so alimentos dirios, algumas, porm, esto disponveis durante o ano todo, j outras, por dependerem de safras, ocorrem em pocas bem definidas.

Existem frutas muito caras e outras que so muito acessveis. Pode-se comer as frutas verdes, maduras, secas ou processadas, em compotas. Pesquisei um pouco ao meu redor, escutei bastante e pensei muito... Fruta nutrio, sade, natureza, prazer, vitaminas, cores, suculentas, energia, sol, bem-estar, alegria...

O interessante que as frutas podem ser um alimento normal para uns e extico para outros, pois hoje elas nos convidam a uma viagem a pases desconhecidos!

O que no Brasil extico, como framboesa, cereja e damasco, normal na Europa.

J algumas frutas maduras, como manga, mamo e abacaxi, que aqui temos em abundncia, l so consideradas exticas.

O que extico na sia? Boa pergunta, n?

No sei, mas se algum puder ajudar-me, com sua experincia... Frutas, um smbolo global! Onde houver possibilidade de cultivo, certamente se encontrar seus cheiros na Perfumaria.

No dia a dia do perfumista, costumo classificar minhas matrias-primas frutais por subfamlias. Na verdade cada um deve classific-las segundo suas prprias referncias.

A classificao pode parecer um pouco estranha para vocs:

- Frutas vermelhas: morango, cereja, framboesa, cassis e mirtilo

- Frutas verdes do pomar: maa, pera e marmelo

- Frutas amarelas do pomar: pssego, ameixa e damasco

- Frutas aquosas: melo e melancia

- Frutas ctricas: laranja, limo-siciliano, limo-taiti, limette, mandarina, mexerica e tangerina

- Frutas exticas: abacaxi, coco, mamo, manga, carambola e graviola

- Frutas florais (classificao prpria): uva, notas de flor de laranjeira, lichia e notas rosa

Nos perfumes, apesar de no ser a famlia principal, a frutal sempre a acompanha. As notas frutais comearam tmidas nos perfumes, mas foram ganhando destaque ao longo dos anos.

Esto presentes tanto na perfumaria feminina quanto na masculina, mas de forma diferente. Na perfumaria feminina, a nota frutal mais destacada e mais ldica, sobretudo na perfumaria jovem. J na masculina aparece de forma mais discreta.

Em termos olfativos, nas outras bases, ou seja, nos shampoos e produtos, para o lar, por exemplo, as notas frutais so muito mais evidentes e dominantes. Nos shampoos a maa dominante e j virou um clssico. Nos produtos infantis elas tambm marcam sua presena.

Famlia nova... Ser mesmo? No. uma famlia antiga, mas no estava sendo explorado o mximo do seu potencial. Antes, s existiam os leos essncias ctricos, provenientes da casca das frutas; depois vieram leos, como o de broto de cassis, mas, mesmo assim, estes no se pareciam muito com a fragrncia da fruta natural.

Extrair um cheiro frutal semelhante ao que sentimos quando estamos em contato com a fruta depende de muita tecnologia.

Hoje, graas qumica e s tecnologias cujo avano crescente, podemos reconstituir o cheiro de quase todas as frutas, o que aumentou significativamente a palheta do perfumista e multiplicou seu horizonte criativo.

E, como j falei, no nosso dia a dia as frutas lembram energia, alegria, bom humor, vitalidade... E com muito otimismo, pouco a pouco, espero que tenham a mesma importncia no mundo da Perfumaria que tm no meu!



Outros Colunistas:

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos