Boas Prticas

Planejar a Qualidade

Maro/Abril 2015

Carlos Alberto Trevisan

colunistas@tecnopress-editora.com.br

Carlos Alberto Trevisan

Nesta oportunidade, vou abordar uma atividade desconhecida para a maioria das empresas, o planejamento da qualidade, pois a qualidade quase sempre considerada como resultado e no como um processo que permite obter o resultado.

Portanto, devemos definir planejamento como as atividades de estabelecer metas e para desenvolver processos necessrios para atingir as metas.

Nas empresas, o Planejamento da Qualidade envolve produtos e servios que objetivam o atendimento das expectativas dos consumidores.

Para efeitos didticos, podem ser estabelecidas as seguintes etapas do planejamento:

- Definir as metas.
- Identificar os consumidores.
- Conhecer as necessidades dos consumidores.
- Criar produtos que correspondam ao atendimento dessas necessidades.
- Criar os processos que possibilitem desenvolver os produtos que possuam as caractersticas para atender a essas necessidades.
- Definir como os processos sero controlados.
- Implantar os planos estabelecidos.

A seguir, farei breves comentrios sobre essas etapas.

Inicialmente, deve-se considerar que, fundamentalmente, a qualidade do produto ou servio comea com a ideia inicial de seu desenvolvimento. Ou seja, se quando surgir a ideia de um produto ou servio, a qualidade no merecer a considerao devida, em alguma fase ser muito grande a probabilidade de o processo ter um resultado que no estar em conformidade.

As metas, na maioria dos casos, esto de acordo com as necessidades dos clientes, mas no ficam muito claras no incio do planejamento. Em muitos casos, passam despercebidas por causa da dificuldade de estabelec-las claramente.

Outra causa de dificuldades o desconhecimento de detalhes relativos s metas a serem atingidas, resultante do desconhecimento das reais necessidades dos clientes, pela ausncia de informaes confiveis no momento da execuo das atividades.

As informaes confiveis resultam de trabalhos de pesquisa e/ou de informaes obtidas de diversas fontes alimentadas por hbitos e costumes dos clientes.

Outro fator importante e, que as necessidades dos clientes no necessariamente esto delimitadas por uma nica razo, mas geralmente por um conjunto de requisitos que no demonstram de modo claro e objetivo. Dessa forma, as empresas no desenvolvem produtos que atendam a todos os requisitos desejados pelos consumidores.

Esse fator o responsvel pela maioria das deficincias da qualidade dos produtos e servios, e infelizmente, em muitos casos, sua importncia somente aparece quando o produto colocado no mercado ou o servio executado.

Outro fator a ser considerado que o processo de desenvolvimento no pode ser estabelecido sem que sejam conhecidas, em sua totalidade, todas as caractersticas do produto ou do servio, pois, do contrrio a meta proposta no ser atingida.

Devo ressaltar ainda que, aps o planejamento, vem a fase da execuo, na qual a participao do fator humano fundamental. Para que essa participao seja efetiva, de suma importncia que todas as informaes estejam devidamente preparadas e que sua comunicao aos participantes seja a mais clara e objetiva possvel.

Como em qualquer processo da qualidade, o fator humano tem relevncia sobre quaisquer outros, pois muitas vezes a falta de comunicao adequada acarreta a execuo de forma inadequada das atividades do processo, resultando em no conformidades, muitas vezes impossveis de serem reparadas.

Para concluir, menciono a fase do controle dos processos, a qual, se no for executada de modo correto, pode colocar a perder todo o planejamento da qualidade que tenha sido realizado.

Para implantar o planejamento da qualidade com sucesso, deve-se sempre ter em mente que, quanto maior for o tempo de planejamento, menor ser a possibilidade de ocorrerem imprevistos na sua execuo.



Outros Colunistas:

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos