Mscaras Faciais

Erica Franquilino

Aliadas essenciais

Tecnologia e sustentabilidade

Tendências e matérias-primas

 

Edição Temática Digital - Julho de 2020 - Nº 52 - Ano 15

 

Aliadas Essenciais


Um tempo para cantar junto, aprofundar conhecimentos, meditar, organizar, relaxar, valorizar o que realmente importa... Os dias atuais não são feitos apenas de medo e incertezas, mas também de autocuidado. Em busca de momentos de conforto (e de pequenos prazeres), mais pessoas estão direcionando suas atenções à saúde e à beleza da pele. As máscaras faciais, que se tornaram populares no Brasil nos últimos anos, ganham ainda mais relevância.


Na última década, a k-beauty se tornou fonte de inspiração e inovação nos mercados ocidentais. Nas redes sociais, celebridades e influenciadores impulsionaram a adesão às máscaras faciais, que ultrapassaram o status de “febre” e caíram no gosto de consumidores brasileiros.


As primeiras máscaras a fazer sucesso no país foram as “sheet masks” (máscaras de algodão ultrafino e umedecido). Atualmente há várias opções no mercado, elaboradas para diferentes tipos de pele, idades e funções, como higienização profunda, redução da oleosidade, esfoliação, hidratação, remoção de cravos e rejuvenescimento.


Máscaras faciais são apresentadas em creme (como as de argila), geleia (normalmente em gel, conhecidas no exterior como “sleeping masks”), tecido e na versão peel off: máscara em creme que seca na consistência de filme plástico e deve ser puxada após a secagem. Além das faciais, há variantes para aplicação em áreas específicas, como vincos ao lado da boca, pescoço, pálpebras e lábios.


Os principais diferenciais desses produtos em relação aos cremes tradicionais são a praticidade e o rápido poder de ação, uma vez que eles apresentam concentrações maiores de ativos e mecanismos que aumentam a penetração. Vale lembrar que as máscaras faciais têm função
complementar no cuidado da pele.


O uso desse tipo de produto também remete a uma atmosfera de relaxamento e descontração, que envolve a aplicação e o tempo de espera para a retirada. Texturas inusitadas, como o efeito bubbling (máscara que faz espuma), e cores impactantes podem render selfies divertidas. Na era da conectividade, compartilhar o momento faz parte da experiência.


As sul-coreanas, que inspiraram a busca pela pele perfeita nos últimos anos, continuam gerando tendências. A mais recente é a “skip-care”. A proposta agora é a volta ao essencial, com redução significativa do número de produtos utilizados no cuidado diário da pele – em oposição à glamourização de rotinas demoradas, com até 12 etapas.


A atratividade das máscaras faciais ainda está relacionada ao interesse por soluções acessíveis e práticas em skin care. O mercado global de pore strips (tiras adesivas para limpeza de cravos e outras sujidades do nariz), por exemplo, foi avaliado em US$ 2,48 bilhões em 2018 pela Million Insights, empresa provedora de pesquisas de mercado. Antes da pandemia de covid-19, a empresa projetava um salto para US$4,13 bilhões até 2025.


Outro fator positivo para o segmento é a iminente maturidade comercial da geração Z (nascidos depois de 1995). Especialistas apontam que esse grupo é mais orientado por valores éticos do que por impulsos e tem maior afinidade com a tecnologia em relação aos millennials (nascidos entre 1979 e 1995). Sustentabilidade, autenticidade, experiência e bem-estar estão diretamente associados às escolhas dessa geração.


“As máscaras faciais, em geral, concentram ativos potentes. Além de uma concentração superior, a oclusão sobre a pele aumenta exponencialmente a absorção do ativo”, comenta a dermatologista Thais Guerreiro. A frequência de uso varia de acordo com o tipo de máscara, o objetivo e a concentração de ativos. Thais recomenda a utilização até duas vezes por semana.


“É importante pedir orientação para seu dermatologista sobre o tipo de máscara e a composição mais adequados para sua pele. Outros cuidados são higienizar bem a pele antes da aplicação e se certificar de que não há nenhum local de alergia ou doenças prévias (como a rosácea) em atividade naquele momento”, afirma.


Também é imprescindível utilizar o produto de acordo com as instruções do fabricante, sem prolongar o tempo de aplicação. “Dentre as matérias-primas benéficas para a pele presentes em máscaras faciais, estão a vitamina C, o carvão, a argila, o colágeno e os extratos botânicos”, destaca.

 

Tecnologia e sustentabilidade


“As máscaras faciais são os produtos do momento. Com a chegada do inverno, é natural que a pele fique mais seca e sensível. A aposta nesse período são as máscaras hidratantes”, diz Débora Gentil, gerente de Brand, Communication & Training da The Body Shop. O destaque de vendas da marca no segmento é a Máscara de Carvão do Himalaia, com formulação 100% vegana, como todas as demais. “É uma máscara de argila para peles oleosas a mistas que esfolia e trata ao mesmo tempo, inspirada nas tradições ayurvédicas”, comenta.


A textura de argila com efeito de formigamento, que age para desintoxicar e desobstruir, é um dos diferenciais do produto, “que combina três ingredientes poderosos: carvão de bambu da Cordilheira do Himalaia, que absorve e remove as impurezas e o excesso de oleosidade; nosso Tea tree oriundo do comércio justo com as comunidades do Quênia, que purifica e minimiza imperfeições; e o chá-verde, rico em antioxidantes e catequinas”.


Outro best-seller da marca é a Máscara de Café, “que traz energia, vitalidade e um sensorial que toda pele precisa”. “Depois da aplicação, a pele fica nitidamente revigorada”, afirma. A formulação combina óleo de semente de girassol, com propriedades suavizantes, às manteigas de karitê e cacau, que proporcionam hidratação intensa, e às propriedades esfoliantes do açúcar. O produto é indicado para todos os tipos de pele.


Giulio Peron, CEO da Quintal Dermocosméticos, informa que as formulações da marca estão sendo direcionadas para o padrão de certificação internacional COSMOS. “Aliamos o conhecimento ancestral da medicina natural, com as argilas e os chás medicinais, à mais avançada tecnologia dermocosmética. Isso implica, entre outras medidas, na adoção de sistemas preservantes mais verdes e altamente eficientes, que, além de conservar, funcionam como ativos nos tratamentos, auxiliando no combate às inflamações, por exemplo”, afirma.


Ele destaca a composição química das argilas brasileiras utilizadas nos tratamentos da linha Terra de Cores, cujos minerais promovem o equilíbrio necessário para a manutenção da saúde da pele. Cada cor de argila tem uma composição específica e direcionada ao benefício esperado. “A argila ainda é enriquecida com ativos naturais ou inspirados na natureza, de alta eficácia”, completa.


Segundo Peron, a principal característica dos dermocosméticos da marca é a presença de “superingredientes”. “A argila e os nanoativos agem de dentro para fora. Eles equilibram a oleosidade, garantem a homeostase e estimulam as respostas biológicas da pele”, aponta.


Os kits de tratamento Antiacne e Clareador, da linha Terra de Cores, são carros-chefes de vendas, com resultados visíveis a partir da segunda semana de uso. O primeiro previne e trata as inflamações acneicas, e o segundo clareia manchas e devolve a luminosidade da pele. “Nosso público anseia por soluções imediatas. Por isso nos preocupamos tanto com o resultado visível já nos primeiros dias de uso, com ação de tratamento no médio e longo prazos”, assegura.


O Kit Antiacne é composto por Máscara de Argila Verde Facial e Hidratante Finalizador. Com alto poder secativo, a argila verde trata as espinhas e remove o excesso de oleosidade sem ressecar a pele, enquanto o nanovetor de melaleuca trata as infl amações causadas pela acne. O extrato de cogumelo, também presente na formulação da máscara, purifica os poros e tem ação adstringente.


“O Kit Tratamento Clareador traz Máscara de Argila Branca e Fluido Hidratante e tem eficácia comprovada na suavização de manchas e melasmas. Os itens são produzidos com argila branca, que tem ação calmante e cicatrizante e pH próximo ao da pele. Eles também são indicados para peles sensíveis e para auxiliar no tratamento da rosácea”, explica.


A composição dos produtos do Kit Clareador inclui extrato clareador de limão, que atenua manchas e uniformiza a pele, e a associação do nanovetor de óleo de romã e vitamina C, que proporciona ação antioxidante e confere luminosidade à pele.


“Percebemos a crescente demanda por produtos para o tratamento da pele. Se, no passado, a maquiagem estava em primeiro lugar na busca por uma ‘aparência bonita’, hoje notamos que a preocupação principal é ter uma pele saudável e naturalmente bela. As pessoas estão mais propensas a aprender sobre ingredientes e pesquisar as formulações a fundo”, afirma.


Ele assegura que a marca está intimamente ligada à sustentabilidade e ao uso de matérias-primas naturais e biodegradáveis, com uma cadeia de produção ética – da plantação dos insumos à reciclagem das embalagens. “Olhando por esse prisma, continuamos nosso investimento em máscaras de uso contínuo, que gerem menor volume de resíduos. Valorizamos uma rotina compacta, com formulações ricas e complexas, mas que mantenham a bancada do nosso público a mais minimalista possível”, conclui.


A Bel Col Cosméticos desenvolve máscaras faciais para uso em cabine e home care. A Detox IN – Máscara Facial Safira tem efeito depurativo, antioxidante, remineralizante e hidratante. A composição traz pó de safira; extrato de broto de trigo; um concentrado de suco verde (extrato de couve, gengibre, chá-verde e pepino), que ajuda na metabolização e na eliminação de toxinas; colágeno; clorofila; e agentes emolientes. “A safira é uma das pedras mais versáteis já encontrada na natureza e se apresenta em muitas cores. Ela proporciona melhora do aspecto geral da pele e um agradável toque sedoso”, diz Marilene Coelho, diretora da Bel Col.


O ouro tem propriedades anti-inflamatórias e estimulantes das proteínas de sustentação dos tecidos, além de aumentar as defesas da pele, favorecendo sua resistência. “Ele ajuda a prevenir a perda de densidade e o enfraquecimento estrutural que fragilizam a pele, levando ao afrouxamento precoce dos tecidos”, destaca. A Revitalize IN – Máscara Facial Ouro – que oferece ação revitalizante, remineralizante e hidratante – é enriquecida com acácia do Senegal, colágeno e agentes emolientes.


Com efeito iluminador, a Whitening In - Máscara Facial Pérola Negra é utilizada em associação aos procedimentos de clareamento em cabine. A composição é enriquecida com carvão ativado de origem vegetal derivado do bambu (cuja porosidade elimina as toxinas responsáveis pelo escurecimento da pele) e inclui extrato de pérola, colágeno, óleo de pracaxi e agentes emolientes, que conferem hidratação e um sensorial agradável.


“A facilidade é um ponto forte em produtos home care. Nossas máscaras home care são autoaplicáveis, com a técnica ‘slie and rest’: a aplicação do produto por deslizamento, seguida de repouso até a secagem e total remoção. Devido a sua capacidade de formação de filme, após 25 minutos ela é facilmente retirada com as pontas dos dedos”, comenta.

 

Tendências e matérias-primas


Na formulação de máscaras faciais, são utilizadas substâncias calmantes, como camomila, calêndula e Aloe vera, e outras com propriedades clareadoras, hidratantes, rejuvenescedoras e adstringentes. As argilas – usadas em preparações cosméticas desde a Antiguidade – proporcionam benefícios diversificados, como a ação anti-oleosidade.


A Terramater fornece uma ampla linha de argilas coloridas 100% naturais. “Como cada argila é única, dependendo de sua origem, a comprovação clínica é fundamental para explorar o claim e proporcionar o benefício cosmético. A Terramater tem mais de 40 estudos de eficácia e segurança”, comenta Pedro Bretzke, gerente-geral da empresa. Alguns dos benefícios comprovados das argilas Terramater são: elasticidade, efeito tensor, redução da oleosidade, ação detox, antipoluição e clareadora e atividade antimicrobiana.


O maior benefício das argilas cauliníticas da Terramater é a formação de um campo elétrico negativo ao redor de cada partícula dispersa. “Estudos do [pesquisador] Mitsuhiro Denda (2002), comprovaram que essa característica acelera a homeostase da pele, ou seja, recupera mais rapidamente o equilíbrio da pele danificada ou que tenha passado por procedimentos estéticos”, menciona.


A empresa fornece argilas para fabricantes de cosméticos em 36 países. Ele aponta que as argilas passam por um processo de descontaminação exclusivo, que mantém suas propriedades naturais, atendendo ao padrão de ingrediente cosmético. “São duas as principais características que fazem as argilas Terramater serem especiais, quando comparadas com outras argilas do mundo: capacidade de absorção e pH”, destaca.


“A absorção das nossas argilas é suave, em torno de 80% de seu peso. Elas não removem em excesso o teor do manto hidrolipídico protetor da pele. Sabonetes em barra, alguns tipos de argilas e detergentes removem excessivamente esse manto, causando o efeito rebote: a pele reage produzindo ainda mais oleosidade do que havia anteriormente, por entender que está sofrendo uma agressão”, explica.


Ele ressalta que o pH das argilas, entre 4 e 6, é muito próximo do pH da pele. “Por esse motivo, logo após a aplicação de uma máscara com argilas Terramater, a pele fica com uma aparência sensacional, pois está em equilíbrio natural”, diz. O lançamento deste ano é a Tersil CBH, uma argila bentonita brasileira, 100% natural, com alta capacidade de inchamento. Essa argila é indicada para aumentar a viscosidade de emulsões, géis e pastas, possibilitando a formulação de máscaras prontas sem a adição de polímeros e/ou acrilatos de origem sintética.


Para Bretzke, são tendências nesse segmento as máscaras faciais veganas e “waterless”. “Máscaras DIY ou com formulações com pouca água têm futuro promissor, pois consomem menos embalagens e economizam no transporte”, cita. Outros destaques são: as máscaras instagramáveis, que são bonitas, coloridas e fazem sucesso em redes sociais; a intensificação do cuidado pessoal na quarentena, rotina que tende a se tornar habitual; e a maior disseminação de informações sobre ingredientes utilizados nos produtos e seus benefícios, atrelada à ascensão do comércio eletrônico.


O consumidor relaciona máscaras faciais a bons resultados. “É um tipo de cosmético no qual vale a pena investir, pois nele é possível encontrar soluções superlativas, concentradas e que promovam eficácia em curto espaço de tempo”, define Eliane Dornellas, da Colormix.


Ela destaca as versões que prometem o resgate da integridade, da vitalidade e da saúde cutânea. “Algumas atuam em áreas específicas de tratamento, como as máscaras para clareamento de discromias, para revitalização da região dos olhos ou lábios, lifting em peles que perderam o tônus, efeito cinderela... Outras propõem a entrega de benefícios múltiplos em um único produto”, aponta.


A Colormix oferece soluções alinhadas às várias necessidades da pele. O portfólio traz uma linha de corantes vegetais, que, além de colorirem naturalmente, agregam atributos variados às máscaras faciais. Eliane menciona alguns destaques no portfólio da empresa associados a claims específicos:

 

ATIVOS MIMÉTICOS VETORIZADOS E DE REESTRUTURAÇÃO DA BARREIRA CUTÂNEA

NIO-NAG – niossomas são vesículas elásticas capazes de se “espremer” através do extrato córneo, atingindo células vivas na epiderme para aumentar a biodisponibilidade dos ingredientes ativos. “Trata-se de uma tecnologia italiana capaz de veicular simultaneamente ativos hidrofílicos e lipofílicos, de origem natural sustentável, escolhidos com propósito sinérgico para a potencialização de resultados”, explica. A composição do NIO-NAG combina N-Acetyl Glucosamine, um precursor do ácido hialurônico, PCA, fi toceramidas e extrato de leveduras.

 

EFEITO LIFTING E REDENSIFICANTE

Cosphaderm Sodium Hyaluronate – a combinação de quatro pesos moleculares diferentes permite a criação de máscaras de alta eficácia na reestruturação do tônus e da hidratação cutânea.


Lifitonyl – tem base em uma combinação de extrato de polpa de acerola sem solvente e Pullulan, um agente de formação de filme natural com excelentes propriedades de adesão à superfície da pele. O alto nível de antioxidantes e bioflavonoides do extrato de acerola ajuda a prevenir o aparecimento de sinais relacionados à idade. O biopolímero Pullulan, graças à sua configuração tridimensional e de alto peso molecular, é capaz de ajustar perfeitamente o microrrelevo da pele, proporcionando efeito imediato de suavização e elevação visível na superfície cutânea. É indicado para todos os produtos de maquiagem e de cuidado da pele, por seus benefícios estéticos imediatos.

 

ATIVOS HIDRATANTES

Kemiderm NMF Vegetale – um blend de substâncias que fazem parte do NMF (Natural Moisturing Factor), como PCA Na, ureia, AHAs e aminoácidos da proteína da seda.


Evermild PGA – agente hidratante de longa duração. O ácido poliglutâmico forma uma película macia e flexível na pele, melhora a sensação e oferece proteção contra a agressão ambiental.

 

ATIVOS CLAREADORES

NIO-VCS – niossoma que veicula e disponibiliza a forma estável de vitamina C, o 3-O-Ethyl Ascorbic Acid.


Clareoff – extrato de acerola com vitamina C estabilizada e dosificada a 20%.

 

ATIVOS DETOX

Urban-Stop – protege a pele dos danos causados por ambientes superpoluídos. Forma uma barreira natural, capaz de reduzir a adesão e o acúmulo de partículas e protege a pele dos radicais livres, graças às propriedades desintoxicantes do extrato de polpa de camu-camu, fruta típica da região amazônica rica em vitamina C, ácido elágico, niacina, riboflavina, fósforo, potássio, betacaroteno, cálcio e aminoácidos.


Luis Julian, gerente de desenvolvimento de negócios LATAM da DSM, aponta o impacto de novas tecnologias no cotidiano e sua relação com a maneira como vivemos e consumimos. “Estamos o tempo todo ativos e conectados. Esperamos que as coisas sejam feitas sempre que quisermos e onde quisermos. Abraçamos tudo o que torna nossa vida mais simples, fácil e rápida, poupando tempo na aplicação e na obtenção de resultados”, comenta.


O avanço das máscaras faciais também está relacionado à experiência de uso, “que oferece ao usuário a sensação de um resultado mais intenso, por ser algo não tão usual em casa, mas um procedimento comum em clínicas de estética e salões de beleza”.


Para Julian, as máscaras em folhas e as de argila dividem a preferência dos brasileiros, que também aderem à aplicação de emulsões. “Vale destacar que, nesse tipo de formulação [emulsões], é possível combinar ingredientes de tratamento [com efeito] mais prolongado (e que requerem um pouco mais de tempo para apresentar seus benefícios) a ingredientes de efeito imediato”, comenta.


A DSM oferece ingredientes que podem ser usados para efeito imediato ou de tratamento em máscaras faciais. Julian destaca a hidratação imediata (perceptível na primeira aplicação) e de longo prazo proporcionada pelo Pentavitin. “Essa hidratação é capaz de reverter os cinco sinais da pele ressecada: irritação, sensibilidade, opacidade, descamação e falta de viço. A hidratação da pele é fundamental para que outros ativos possam tratá-la. Ela pode ser intensificada com a combinação do ingrediente ao pantenol”, ressalta.


Outros ativos de alta performance da empresa têm a capacidade de mimetizar enzimas e reativar a síntese de colágeno e elastina. “Vitaminas, como a niacinamida e a vitamina C, podem oferecer excelentes tratamentos antimanchas e antiacne, surpreendendo os consumidores”, acrescenta.


O portfólio da Assessa tem afinidade com a maioria das formas de apresentação de máscaras faciais disponíveis no mercado, “com opções para formulações tradicionais ou de última geração”, cita Adriana Seara, diretora de marketing da empresa.


As algas marinhas, que compõem a linha mais tradicional de ativos da Assessa, são conhecidas por suas propriedades hidratantes, calmantes, anti-inflamatórias e regeneradoras. “Pela característica única de afinidade com a pele, elas sempre trazem resultados excepcionais. A versão em pó, o Ormadry CLC, entrega os benefícios de hidratação, firmeza e proteção e pode ser utilizada em formulações de máscaras em pó, uma nova tendência de mercado”, menciona.


O Quiditat NWP contém pepino, uma matéria-prima com longa tradição em máscaras para a área dos olhos, numa versão ativada com propriedades clareadoras e calmantes. “O Quiditat SRC tem a água de coco pura como ingrediente-chave. Estabilizada e potencializada com algas marinhas, [ela] oferece propriedades hidratantes e estimulantes de colágeno”, comenta.


Pertencente à mesma família de produtos, o Quiditat NWA Power faz uma “releitura” do gênero Aloe, “associando algas marinhas ao gel da folha de Aloe e adicionando mais hidratação e substantividade, sem a presença de propilenoglicol ou outros componentes sintéticos”. Todos os produtos da linha Quiditat apresentam versões com certificação COSMOS.


Com uma tecnologia que liquefaz a polpa das frutas e produz um ingrediente altamente concentrado, a linha Frulix oferece mais de 30 opções de frutas, com propriedades antioxidantes, nutrientes, remineralizantes e hidratantes. “O toque de sofi sticação adicional é dado pelo Florlik Rose, um ativo à base de pétalas líquidas de rosa, com atividades anti-inflamatória, antioxidante e adstringente, indicado para peles maduras”, completa.


Adriana lembra que o uso de máscaras faciais é, provavelmente, um dos mais antigos rituais de beleza praticados pelo homem. “Essa cultura ressurgiu recentemente com uma força impressionante. A k-beauty trouxe a tendência de adicionar ingredientes ativos mais sofisticados às formulações, entregando benefícios como firmeza, clareamento, hidratação, ação calmante, antiestresse, rejuvenescedora e iluminadora”, ressalta.


Karla Macian, gerente de marketing de personal care da Momentive, menciona a capacidade hidratante e nutritiva das máscaras de geleia. “Elas são leves, agradáveis, fáceis de usar e muito práticas, pois permanecem na face sem sair do lugar enquanto a pessoa realiza outras atividades. Como as máscaras de geleia são voltadas à hidratação, a tendência é que a glicerina, um de seus ingredientes, apareça no topo de todas as listas de matérias-primas nesse segmento de produtos”, comenta.


Ela menciona as matérias-primas:

Silsoft EAU microgel (Polysilicone-34 (and) Isonanoate (and) Water) – age como emulsionante óleo-em-água, possibilita texturas distintas e oferece sensorial leve “de água fresca” e secagem rápida. Esse microgel pode ajudar nas bases de máscaras em geleia ou em creme, pois age como espessante e emulsionante.


Silsoft 034 fl uid (Caprylyl Methicone) – aumenta a espalhabilidade da fase oleosa, melhorando a sensação na pele. Esse fluido facilita a dispersão e a incorporação de pós, como argila e dióxido de titânio, em formulações de máscaras em creme.


Velvesil E-Gel PMF emulsion (Dimethicone/Vinyl Dimethicone Crosspolymer (and) Dimethicone (and) Isohexadecane (and) Cetearyl Methicone) – oferece uma experiência sensorial suave e macia, com benefícios adicionais de soft focus, a partir das fases aquosas das formulações. Essa emulsão é facilmente incorporada em formulações de máscaras de tecido.

Matérias relacionadas:

Produtos Skin Care

Erica Franquilino

Microbioma Cutneo

rica Franquilino

Novos Produtos