Skin Care

Ver Revista na íntegra Edição Atual - Skin Care

Guerra das vacinas

A velocidade no desenvolvimento de vacinas contra a covid-19 é um feito sem precedentes na história da humanidade. Essa corrida envolve bilhões de dólares e acirra rivalidades e interesses políticos. Sabemos que a vacina é um passo importantíssimo na luta contra a pandemia, mas é apenas o primeiro. Há um percurso longo e desafi ador para imunizar toda a população – e que também exigirá esforços gigantescos. 

O Brasil está preparado para a demanda por agulhas, seringas, frascos e outros insumos necessários à aplicação das vacinas? Qual é o planejamento logístico em relação ao armazenamento e à distribuição das doses? Essas são questões que não podem ser resolvidas às pressas, sobretudo num país com dimensões continentais e regiões remotas, às vezes com eletricidade instável. A vacina desenvolvida pela Pfi zer e a BioNTech, por exemplo, deverá ser aplicada em duas doses, com intervalo de 21 dias, e armazenada a -70°C. 

Esses fatores preocupam o mundo todo, que em grande parte não está preparado para enfrentar tamanha complexidade. No Brasil, faltam informações sobre o que está sendo feito em termos de planejamento, negociações e novas soluções para a etapa de imunização e sobram esforços inúteis, para desqualifi car a vacina do adversário político.

Temos quatro dos imunizantes mais promissores do mundo em testes no país. No entanto, o que seria um cenário positivo na luta contra a pandemia virou um cabo de guerra, com um vai e vem de decisões que são cruciais neste momento. Precisamos ir além, adequar as expectativas e apertar o passo. 

Esta edição da Cosmetics & Toiletries Brasil traz a trajetória de Israel Feferman, profi ssional com mais de 30 anos de atuação no setor e criador da Consideal.

Os artigos técnicos abordam como otimizar atributos dos fi ltros minerais; formulações para controlar a acne, que devido ao uso de máscaras contra a covid-19, aumentou a sua incidência; estudo sobre o processo de desenvolvimento de claims; e outros assuntos. 

Um caderno anexo à revista digital, traz os abstracts das apresentações do 32º Congresso Brasileiro de Cosmetologia.

 

Hamilton dos Santos
Publisher

Otimizando Atributos de Filtros Minerais - Julian P. Hewitt (JPH SunCare Technologies Ltd., Durham, Inglaterra)

Os formuladores estão cada vez mais envolvidos com o desenvolvimento de novas formulações de protetores solares à base de TiO2 e/ou ZnO. Neste artigo será analisado e revisado o conhecimento atual sobre como otimizar os atributos dos filtros solares inorgânicos no desenvolvimento de produtos de proteção solar que sejam, ao mesmo tempo, efetivos e de ótima aparência.

Los formuladores tienen cada vez más la tarea de crear nuevas fórmulas de protección solar basada en TiO2 y/o ZnO. Este articulo vá revisar y actualizar los conocimientos actuales sobre la mejor forma de utilizar filtros inorgânicos para desarrollar productos de protección solar eficaces y elegantes.

Formulators are increasingly being tasked with creating new sun care formulations based on TiO2 and/or ZnO. This paper will review and update current knowledge on how best to use inorganic filters to develop effective and elegant sunscreen products.

Comprar Artigo

Controle da Acne - Peter T. Roth (Roth Clinical Skin Care, New York, EUA)

A maior parte da população mundial é, em algum momento, afetada pela acne. Esse fato, juntamente com a atual necessidade de uso de máscaras faciais para proteção contra a Covid-19, elevou nos Estados Unidos a demanda por produtos OTC no tratamento da acne. Este trabalho examina a formação da acne e vários produtos tópicos que são usados para mitigá-la, como ácido salicílico, enxofre e peróxido de benzoíla.

La mayor parte de población mundial, en algún momento, se há visto afectada por el acné. Esto junto con la actual necesidad de uso de máscaras faciles para protección contra la Covid-19, há aumentado la demanada em Estados Unidos por productos de venta libre para atención del acne. El presente artículo revisa la formación del acne y vários tratamentos tópicos para mitigarlo; tales como ácido salicílico, azufre y peróxido de benxoilo.

Most of the world´s population has, at some point, been affected by acne. This, along with the recent “maskne" phenomenon, has heightened demand for OTC acne care. The present article reviews the formation of acne and various topical treatments to mitigate it; such as salicylic acid, sulfur and benzoyl peroxide.

Comprar Artigo

Dermatite Atópica e o Microbioma - Robert Holtz, PhD (BioInnovation Labs., Inc. Denver CO, EUA)

Embora não seja causativa, existe uma forte correlação entre a severidade da DA e a densidade de S. aureus no microbioma. O processo DA e S. aureus é um bom alvo para intervenção, pois pode ser explorado in vitro, como descreve este artigo.

Aunque no es causal, existe una fuerte correlación entre la gravedad de la DA y la densidade de S. aureus em el microbioma. El processo DA y S. aureus proporciona objetivos para la intervención, que puden explorarse in vitro como se describe aquí

Although not causative, there is a strong correlation between the severity of AD and density of S. aureus in the microbiome. The AD process and S. aureus provide targets for intervention, which can be explored in vitro as described here

Comprar Artigo

Eficácia versus Risco - Fatemeh Fallapour, Shohreh Nafisi Azad (University, Central Tehran Branch, Irã); Dr. Howard L. Maibach (University of California, San Francisco CA, EUA)

Proteger-se da luz solar parece ser essencial para evitar danos ao DNA que levam a cânceres de pele; no entanto, os protetores solares usados apresentam seus próprios riscos. Esta breve análise destaca a segurança versus o risco que os protetores solares podem apresentar ao consumidor e as abordagens para melhorar sua eficácia.

Estar protegido de la luz solar parecería esencial para prevenir el daño del DNA que conduce a cánceres de piel; sin embargo, los protectores solares utilizados presentan algunos riesgos propios. Esta breve revisión destaca la seguridad frente al riesgo de los protectores solares y los enfoques para mejorar su eficácia.

Being protected from sunlight would seem essential to preventing DNA damage that leads to skin cancers; however, the sunscreen filters used pose some risks of their own. This brief review highlights the safety vs. risk of sunscreen filters and approaches to improving their efficacy.

Comprar Artigo

Queremos a Verdade - Theresa Callaghan, PhD (Callaghan Consulting International, Hamburgo, Alemanha)

Tanto o departamento de marketing quanto o de P&D têm grandes responsabilidades no processo de desenvolvimento dos claims do produto. Porém, isso não basta - regulamentos, riscos, vulnerabilidades, comunicações, projeto do estudo, custos e outros atores também atuam nesse cenário. Essas e outras influências no processo de desenvolvimento de claims dos produtos são analisadas neste artigo.

Tanto el marketing como la I&D tienen responsabilidades importantes en el processo de desarrollo de claims. Pero eso no es todo: las regulaciones, los riesgos, las vulnerabilidades, la comunicación, el diseño del estúdio, los costos y más también están en juego. Estas y otras influencias en el proceso de desarrollo de claims se discuten en el presente artículo.

Both marketing and R&D have major responsibilities in the claims development process. But that´s not all - regulations, risk, vulnerabilities, communication, study design, costs and more also are at play. These and other influences in the claims development process are discussed in the present article.

Comprar Artigo

Avaliação da Segurança e Eficácia de Produtos Cosméticos - R Spagolla Napoleão Tavares, I de Souza, M Oliveira de Melo, L Rigo Gaspar (Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto USP, Ribeirão Preto SP, Brasil)

Este artigo traz uma revisão sobre a avaliação da segurança e eficácia de substâncias ativas cosméticas com a finalidade de registro e comprovação de claims, incluindo conceitos e definições de diferentes métodos disponíveis. Apresenta, ainda, os métodos alternativos validados, recomendados pela OECD e reconhecidos pelo Concea.

Este artículo presenta un examen de la evaluación de la seguridad y la eficacia de las sustancias cosméticas activas para el registro y la prueba de las afirmaciones, incluidos los conceptos y definiciones de los diferentes métodos disponibles; también son presentados los métodos alternativos validados, recomendados por la OCDE y reconocidos por la Concea.

This article presents a review on the evaluation of the safety and efficacy of cosmetic active substances for the purposes of registration and proof of claims, including concepts and definitions of different methods available; the alternative methods validated, recommended by OECD and recognized by Concea are also presented.

Comprar Artigo

Primers com Modificadores Sensoriais - GJ Melo Júnior, CA Pedriali Moraes (Fatec Diadema - Luigi Papaiz, Diadema SP, Brasil)

O objetivo deste trabalho foi analisar os modificadores sensoriais presentes na composição de 40 marcas de primers nacionais e importadas, assim como suas funções e seus efeitos: matte e soft focus, que conferem a capacidade óptica de reduzir o contraste das linhas de expressão, mascarando as imperfeições.

El objetivo de este trabajo fue analizar los modificadores sensoriales presentes en la composición de 40 marcas de imprimaciones nacionales e importadas, así como sus funciones y los efectos: matte y soft focus, que confieren la capacidad óptica de reducir el contraste de las líneas de expresión, enmascarando las imperfecciones.

The aim of this work was to analyze the sensory modifiers present in the composition of forty brands of national and imported primers, as well as their functions and the effects: matte and soft focus, which confer the optical ability to reduce the contrast of the expression lines, masking the imperfections.

Comprar Artigo
John Jimenez
Tendncias por John Jimenez

Home SPA trends

Li recentemente que assumir o controle da realidade que vivemos nos ajuda a minimizar os riscos sade fsica e mental. A pandemia de covid-19 e as estritas medidas de precauo que temos adotado h meses, sem dvida, tm causado muito estresse nas pessoas, devido s incertezas, ao excesso de trabalho, falta de rotina, ao desemprego e reduo do contato social, entre outros. Por essas razes, vemos novas tendncias no spa em casa.

- Waterless treatments: os spas ecolgicos esto procurando maneiras de limitar o uso excessivo de gua. De acordo com a EPA, os chuveiros padro usam 2,5 litros de gua por minuto. Ao criar protocolos de tratamento sem gua, mesmo para tratamentos corporais, os spas podem reduzir o consumo de gua. Muitos spas esto revisando seus tratamentos base de gua, bem como chuveiros, banheiras de hidromassagem, saunas e banhos turcos - essencialmente qualquer rea do spa que se concentre na gua. Um tratamento corporal sem gua uma tima maneira de garantir conforto e segurana. Essa tendncia tambm favorece os procedimentos caseiros.

- Synthesis: um retiro de bem-estar com sede em Amsterd que oferece a primeira terapia comercial de depresso psicodlica do mundo. O tratamento supervisionado clinicamente por um psiclogo clnico, lder do Center for Psychedelic Research do Imperial College London, e usa trufas infundidas com psilocibina (este um alcaloide alucingeno, responsvel pelo efeito psicoativo de certos cogumelos legais na Holanda). Os pacientes iniciam um curso de 13 meses que inclui terapia de grupo mensal e um retiro de cinco dias com duas sesses de psilocibina. A pandemia, sem surpresa, est tendo um efeito negativo massivo sobre as doenas psicolgicas: no fi nal de junho, 40% dos adultos americanos relataram ter problemas de sade mental e abuso de substncias.

- Turmericalm: as marcas esto misturando tradies de bem-estar orientais e cincia ocidental. Estamos vendo a tendncia do aafro adaptognico em suplementos dietticos, o que ajudar os consumidores a estarem melhor equipados para combater o estresse dirio em suas vidas durante a pandemia. A crcuma um poderoso antioxidante.

- Tailor-made daily vitamins: recentemente, uma startup de sade especializada no desenvolvimento de vitaminas dirias personalizadas para ajudar nas metas nutricionais e de bem-estar, lanou uma plataforma de personalizao extrema graas inteligncia artifi cial que usa dados de avaliao pessoal do consumidor, como informaes genticas, para determinar a combinao de nutrientes e assim garantir a biodisponibilidade, indicando a quantidade e a combinao adequadas para obter melhores resultados.

- Applosion: estamos vendo um boom de aplicativos de bem-estar holsticos. O aplicativo Ladder foi lanado recentemente e rastreia emoes, pensamentos e muito mais. uma ferramenta de sade mental para consumidores que buscam uma maneira holstica de ajudar a gerenciar sua sade diria e ter mais controle sobre seu estilo de vida. O aplicativo funciona monitorando aes, emoes e pensamentos para ver se h um padro que pode estar afetando o bem-estar mental dirio da pessoa. A aplicao constante da terapia cognitivo-comportamental (TCC) oferece uma maneira de conduzir uma rotina diria melhor, enquanto um rastreador de atividades pode ser usado para maximizar a capacidade de uma pessoa desenvolver melhores hbitos.

- Rinse-free hand cleansers: estamos percebendo uma tendncia no mercado de lanamentos de limpadores de mos sem enxgue, combinando os benefcios dos hidratantes e dos limpadores de mos. Vemos frmulas com 62% de lcool em formulaes com ao hidratante e suavizante, frmulas que possuem leos naturais e notas de aromaterapia.

- VR Spa: a realidade virtual est sendo usada para ajudar no alvio do estresse. As marcas apontam ajudar os consumidores a aliviar o estresse de uma forma mais envolvente. Embora a tecnologia tenha sido vista como algo que pode impedir a paz interior e a ateno plena, os spas mais recentes a esto adotando como um meio de intensifi car as experincias meditativas, o que tambm pode ser feito em casa.

- Flash spa: devido ao fechamento obrigatrio de empresas em todo o mundo, os spas esto reabrindo com menus de tratamento simplifi cados. Agora vemos opes de tratamento mais curtas, como tratamentos faciais em fl ash, em que podemos experimentar um tratamento facial profi ssional em 30 minutos ou menos, ou mesmo tratamentos sem contato, como meditao guiada.

- Flash spa: devido ao fechamento obrigatrio de empresas em todo o mundo, os spas esto reabrindo com menus de tratamento simplifi cados. Agora vemos opes de tratamento mais curtas, como tratamentos faciais em fl ash, em que podemos experimentar um tratamento facial profi ssional em 30 minutos ou menos, ou mesmo tratamentos sem contato, como meditao guiada.

- Happiness: a felicidade uma grande tendncia, e a indstria cosmtica est se esforando para desenvolver novas formas de avali-la, envolvendo tcnicas psicolgicas e neurocientficas.

A casa o novo templo, e a indstria de cosmticos tem grandes oportunidades de inovao para promover o bem-estar dos consumidores.

Carlos Alberto Pacheco
Mercado por Carlos Alberto Pacheco

Sopa de letrinhas que afetam as nossas vidas

Com a mnima chance de errar, voc j ouviu falar de todas estas siglas, mas saber de fato o que elas significam outra coisa...

Para comear, temos que entender o que essa tal infl ao. S a meno da palavra j causa calafrios em alguns brasileiros que, da dcada de 80 at metade da de 90, j tinham capacidade de perceber a dor e o desespero dos pais ao tentar garantir o sustento familiar ms a ms - certamente era um Brasil bem diferente do atual. Como defi nio, do ponto de vista de quem consome, pode-se dizer que a infl ao a alta generalizada dos preos dos produtos e servios de maneira contnua e persistente. Por outro lado, do ponto de vista do investidor, o conceito o alargamento do prazo de pagamento (do vista para o a prazo), da injeo de moeda circulante na economia, que por consequncia direta desvaloriza a nossa moeda frente a outras economias, que no precisam injetar moedas ou pelo menos o fazem em uma quantidade menor.

A evidncia do efeito da primeira defi nio pode ser notada quando, no primeiro dia do ms anterior, compra-se um frasco de desodorante a R$ 10,00 e um ms aps, para comprar o mesmo desodorante, voc precisa pagar R$ 11,00. Nesse caso, diz-se que houve uma infl ao de 10% para esse item no espao de trinta dias. Uma evidncia para o segundo efeito se d quando precisamos desembolsar mais reais para a compra da mesma quantidade de uma moeda estrangeira (por exemplo, no primeiro dia do ms anterior precisvamos de R$ 10,00 para termos US$ 2.00 e trinta dias depois, para termos os mesmos US$ 2.00, precisvamos de R$ 11,00. Nesse caso, diz-se que houve uma desvalorizao do real frente ao dlar de 10%).

Atualmente a inflao est sob controle, mas, se fssemos fazer o mesmo exemplo acima citado do desodorante no ms de maro de 1990, o impacto seria muito maior: o preo do desodorante teria passado de R$ 10,00 para R$ 18,24, ou seja, 82,39% em um nico ms. Agora transporte isso para uma compra mensal domstica, transporte pblico, vesturio, combustvel etc. Os salrios eram corrigidos periodicamente, porm muitas categorias no tinham o seu poder de compra reposto altura das perdas causadas pela infl ao. Caso voc tenha menos de trinta anos, com certeza ter difi culdade de entender, uma vez que a partir de maro de 1994, Fernando Henrique Cardoso, o ento Ministro da Economia do governo de Itamar Franco, colocou em marcha o Plano Real, transformando a moeda no atual Real, desindexando a economia e domando assim a inflao.

Apesar disto, no se engane: a inflao sempre deve ser vigiada e, como um vrus de um resfriado comum que todos carregamos durante toda a vida, o importante evitar que o evolua para uma gripe debilitante ou at mesmo mortal. Atualmente, poucos pases encontram-se em risco de hiperinflao ou de inflao descontrolada, sendo presente em geral em regies onde h desestruturao da ordem civil como, por exemplo, em guerras ou insurreies.

Existem quatro tipos diferentes de inflao: de demanda, quando a procura por bens e servios superior quantidade ofertada, o que faz com que, quando a economia est aquecida, tenhamos uma baixa infl ao positiva; de custo (oferta), quando h um aumento dos custos de produo ou servio (quando h aumentos de salrios, onerao da folha de pagamento, matria-prima, combustvel, impostos etc., inevitvel haver um contnuo aumento da inflao); inercial, que no tem a ver com oferta ou demanda, mas sim com uma perspectiva futura negativa, tendo em vista problemas histricos, indefi nies eleitorais que geram desconfi ana quanto estabilidade econmica, causando uma espiral infl acionria que no se justifi ca materialmente, apenas na insegurana do investidor; estrutural, semelhante inflao de custos - nesse caso, a infl ao resultado da ineficincia da infraestrutura produtiva de uma economia, resultando em uma rigidez da oferta de bens e servios dessa estrutura econmica.

Para medir o fenmeno, h a necessidade da criao de um ndice que possa mensurar ao longo do tempo a variao dos preos de produtos e servios, sejam eles para maior ou menor. Aqui entram os ndices criados pelo governo e pelas instituies privadas, uma verdadeira sopa de letrinhas. O IPCA (ndice Nacional de Preo ao Consumidor Amplo) e o INPC (ndice Nacional de Preos ao Consumidor) so os dois ndices ofi ciais gerados pelo governo atravs do IBGE. O IGPM (ndice Geral de Preo do Mercado) elaborado por uma instituio privada, a FGV (Fundao Getlio Vargas), e o IPC-FIPE (ndice de Preo ao Consumidor) elaborado pela FIPE (Fundao Instituto de Pesquisas Econmicas da Universidade da USP).

Apesar das diferenas desses ndices, importante ter em conta que a inflao pode at ser considerada por alguns como um fenmeno democrtico, uma vez que atinge todas as pessoas. Porm, com certeza o impacto no to democrtico, visto que bem diferente entre as diferentes classes sociais, sendo um dos fatores que contribui para o aumento da desigualdade social.

Cristiane M Santos
Direito do Consumidor por Cristiane M Santos

Vacina Covid-19: um direito ou um dever de todos?

Muitos apostavam (inclusive eu) que uma vacina efetiva contra a Covid-19 seria a luz no fi m do tnel que iria trazer nossa vida de volta ou pelo menos mais prxima a da nossa antiga normalidade. Para chegarmos at aqui, mais de 1,2 milhes de vidas foram perdidas para a Covid-19 e mais de 52 milhes de pessoas foram contaminadas pela doena, segundo dados da Organizao Mundial da Sade (em 13 de novembro de 2020).

Finalmente estamos nos aproximando dessa luz, do momento da liberao de vacinas aparentemente efi cazes, confiando nos estudos minuciosos dos mais competentes cientistas de todo o mundo na busca de um objetivo comum, ainda que tenham sido feitas em um tempo recorde.

As vacinas ainda no esto disponveis, mas j geraram uma grande polmica: sero obrigatrias ou no?

Antes de qualquer argumento, vale destacar que a obrigatoriedade de uma vacina no signifi ca que o indivduo ser levado fora a um posto de sade para que lhe seja aplicada uma vacina. A obrigatoriedade nesse sentido est atrelada a uma sano em caso de descumprimento, como, por exemplo, a aplicao de multa para o motorista que no usa cinto de segurana ou as implicaes para um eleitor que deixou de votar.

No Brasil, a vacinao obrigatria j est prevista no direito por meio da Lei Federal no. 6259/75 e pelo Estatuto da Criana e do Adolescente, em casos indicados pelas autoridades sanitrias.

Porm, antes mesmo da Covid-19, por convices filosficas ou religiosas, esta obrigatoriedade j vinha sendo questionada no Supremo Tribunal Federal (STF).

At o momento, sabemos que as vacinas para a Covid-19 no apresentam 100% de efi ccia e ainda no estamos totalmente convencidos de sua segurana.

Do ponto de vista da efi ccia, se as vacinas fossem 100% efetivas, quem fosse vacinado ficaria completamente imunizado e no precisaria se preocupar com a imunizao do outro. Mas, como pelo jeito no so, quem deixa de tomar a vacina continua transmitindo o vrus, inclusive para quem foi vacinado.

Nesse sentido, seria fundamental, para ampliar a eficcia da vacina, promover a imunizao geral da populao, cabendo a obrigatoriedade para fomentar o objetivo da proteo da sade pblica e como medida para conter uma doena extremamente contagiosa.

Entretanto, apesar da obrigatoriedade ser instrumento poderoso para a expanso da imunizao, os dados de segurana destas vacinas podem enfraquecer esse argumento, dando espao para decises e ponderaes de riscos de forma individual.

Sabemos que, do ponto de vista mdico e jurdico, vedada a realizao de um tratamento ou interveno contrria vontade expressa do paciente.

Porm, neste caso, vale destacar que aqueles que recusarem a vacina colocaro em perigo, alm de si mesmos, toda a coletividade. E, por outro lado, os mesmos que negarem a vacina sero beneficiados pelo grupo imunizado, que contribuir para a reduo da taxa de transmisso.

Ento, qual a melhor soluo?

Apesar de achar que neste caso seria possvel restringir a autonomia individual em prol da sade pblica, penso que a deciso deve ser individual. Precisamos aprender a ser protagonistas, responsveis por nossas decises, pois cada um sabe onde aperta o seu sapato, e tambm conscientes de que muitas das nossas escolhas refletiro na vida do outro...

Mas, para isso, fundamental uma poltica de informao baseada na cincia, com planejamento e direcionamento, para conscientizar a populao sobre a importncia da vacina para a proteo individual e coletiva, incluindo seus riscos e benefcios. Alm disso, necessria a criao de campanhas para combater as fake news.

Mais uma vez, nos deparamos com a importncia da educao e a necessidade primordial de se investir nesse setor! Pois, uma populao educada e bem informada, em geral, toma suas decises de forma mais consciente e racional, no segue nem depende de exemplos de lderes, muitas vezes bem pouco racionais, que prezam primeiramente por seus interesses polticos e no esto nem a com a sua populao... Afinal, para eles, era s uma gripezinha!





Wallace Magalhes
Gesto em P&D por Wallace Magalhes

Informao no P&D

Ainda hoje, muita gente no percebeu que informao a essncia do P&D. Nenhuma empresa monta um laboratrio nem contrata pessoal especializado para preparar e apresentar amostras. Seria muito caro. Obviamente, as amostras so absolutamente imprescindveis na criao de um novo produto, mas elas formam o meio do processo. O que se espera do P&D a gerao de tecnologia suficiente para regularizar, produzir e comercializar um produto dentro das normas sanitrias, que atenda s necessidades do consumidor e que seja lucrativo para a empresa, e isto se concretiza como informao.

Assim, ao planejar um laboratrio de P&D, alm do espao, do layout e dos equipamentos, necessrio incluir a estrutura da informao, que deve considerar obteno, armazenamento, processamento, proteo, gerao, hardware e software. Como em qualquer projeto, o primeiro passo o dimensionamento. Tenho perguntado a vrios profissionais de P&D: quantos documentos so gerados em uma linha com 100 produtos? As respostas no passam nem perto da realidade, sem falar da cara de surpresa que todo mundo faz. O desconhecimento deste fato acaba criando um sistema operacional frgil, com alto risco e baixa eficincia pela grande possibilidade de perda ou alterao do contedo, como tambm desperdcio de tempo tcnico para gerar informao e documentos. Uma linha com 100 produtos gera mais de 4.000 documentos, sendo que aproximadamente 3.000 so obrigatrios. Em uma linha com 250 produtos, este nmero supera 10.000 documentos. E temos de lembrar que um documento um bloco com vrios dados. Se a estrutura no estiver bem planejada, ser um caos, e um dos maiores problemas ser a disperso da informao, que acaba comprometendo boa parte do investimento no P&D. No possvel calcular um valor modular para determinar o investimento em P&D por causa da grande variao de porte, equipamento, remunerao, custo de m2, entre outros fatores, mas para efeito de avaliao, em um clculo rpido, um laboratrio de P&D, com um tcnico e um auxiliar, equipamento bsico pode ter um custo anual em torno de R$ 200.000,00. O nico jeito de preservar este investimento preservando a informao gerada por ele.

Podemos dividir a execuo de um projeto de P&D em trs fases distintas.

Fase 1 Planejamento: a fase de pesquisa. o P do P&D. O objetivo selecionar e avaliar ingredientes e definir os protocolos que sero usados. Deve gerar uma ou mais formulaes de partida, com composio, modo de preparao e especificaes, e que tenham sido submetidas verificao de custo e adequao regulatria. Esta uma fase s de informao, representada por livros e fichas tcnicas, normas sanitrias, informaes de mercado e briefing. Todos os ingredientes selecionados devem ser identificados, ter composio desdobrada e especificaes registradas. Tem um alto grau de processamento de informaes.

Fase 2 Execuo: a fase de bancada. o D de P&D. quando se executa o que foi planejado. Um trabalho de base tecnolgica sem um planejamento bem feito no costuma dar bons resultados. Nela sero preparadas e avaliadas as amostras. Nesta fase tambm h gerao de grande quantidade de dados. S um estudo de estabilidade de um produto pode gerar mais de 500 resultados de anlise na fase de desenvolvimento que, com os testes de prateleira, ultrapassam 600. Para 100 produtos, sero mais de 60.000 anlises.

Fase 3 Concluso: Aqui so consolidadas todas as informaes consideradas e geradas durante o trabalho. Devem estar organizadas sob a forma de dossi, que deve ser montado medida que o trabalho vai se desenvolvendo. A tarefa final fazer uma ltima verificao.

Na realizao do trabalho, a obteno, o alinhamento e os desdobramentos das informaes por processos manuais ou semiautomatizados, como o caso das planilhas eletrnicas, consome aproximadamente 35% do tempo de cada profissional, ou seja, quase 8 dias por ms de cada um. Um percentual bem prximo foi obtido por uma empresa francesa, no mesmo tipo de estudo. Alm de tornar o processo muito sujeito a erros e mais caro por causa do tempo, reduz a disponibilidade de pessoal para a realizao de pesquisas mais consistentes e para o aprimoramento dos protocolos utilizados. Custo alto com baixa eficincia. E muita gente ainda acredita que o trabalho do P&D se resume quase que exclusivamente Fase 2 e que a entrega s a formulao. Um erro inaceitvel para um especialista.

Olivier Fabre
Fragrncias por Olivier Fabre

Clean label: de quem a demanda?

H poucos anos, um novo conceito surgiu na indstria de produtos alimentares. Ultimamente, esse conceito tem se estendido a outras indstrias, como a de produtos cosmticos e a perfumaria. Trata-se do chamado clean label ou rtulo limpo.

J faz um bom tempo que os consumidores cada vez mais querem saber exatamente o que contm e o que no contm os alimentos embalados que comem. E, cada vez mais, prestam ateno aos apelos de sade e lista de ingredientes que aparecem nos rtulos dos produtos. Hoje, os consumidores querem produtos que no contenham ingredientes que consideram ser ruins para eles, como ingredientes desconhecidos e com nomes cientfi cos impronunciveis. Em vez disso, os consumidores querem alimentos que sejam os mais naturais e saudveis possvel. E essa preocupao dos consumidores se estendeu a produtos cosmticos e, consequentemente, indstria de perfumaria.

dessa tendncia que nasceu o conceito clean label, que se refere, principalmente, ao uso informaes transparentes e comuns nas embalagens, mas tambm reduo de alrgenos e aditivos em produtos. dessa tendncia tambm que surgiu o uso de um nmero limitado de ingredientes, que devem ser facilmente reconhecidos pelo consumidor. Algumas empresas vo alm disso ao promover o comrcio justo ou o uso de ingredientes sustentveis, orgnicos ou cosmos. Ento essa tendncia no tem nada a ver com a reduo do consumo de produtos, mas est relacionada com aqueles produtos feitos com ingredientes saudveis e que esto mais prximos do seu estado natural.

Como o termo clean label no regulamentado, ao us-lo, as empresas escolhem diferentes ngulos de abordagem para atender s expectativas do consumidor. Porm, dois mtodos se destacam: o uso de enunciados contendo a palavra sem e a reduo do nmero de ingredientes. O primeiro mtodo resulta em claims como livre de gordura trans ou livre de conservantes artificiais. O segundo mtodo envolve a reformulao e a reduo do nmero de ingredientes para torn-los mais parecidos com os produtos caseiros. Na perfumaria, esse fenmeno se caracterizou pela tendncia crescente, por parte dos clientes, de abrir briefi ngs especifi cando que nenhum ingrediente ou determinado nmero limitado de ingredientes alrgenos seja includo na frmula da fragrncia, para limitar a lista de ingredientes no rtulo. Empresas tambm abriram briefi ngs com nmero mximo total de ingredientes. No necessrio dizer que alguns perfumistas no gostaram muito dessa tendncia, pois sentiram que isso pode limitar sua criatividade. Outros perfumistas, pelo contrrio, gostaram do desafio de fazer mais com menos.

Outra mudana importante a substituio de ingredientes que so conhecidos por seus nomes cientfi cos por ingredientes reconhecveis provenientes da natureza. Por exemplo, nos ltimos anos, tanto para produtos cosmticos como para fragrncias, os consumidores passaram a preferir produtos que contenham ingredientes naturais com nomes, no rtulo, como essncia de rosa, em vez de nomes sintticos, como lcool benziletlico, proveniente de sntese qumica. Outro exemplo so alguns alimentos industrializados que contm cores de beterraba, aafro e pprica, adoantes como xarope de estvia e sabores como o sabor natural de baunilha.

Ao redor do mundo, essas indstrias esto investindo no desenvolvimento de ingredientes naturais para substituir os ingredientes sintticos, por exemplo, em conservantes naturais para substituir conservantes qumicos. Na perfumaria, certos princpios ativos provm de vegetais, a vanilina substituda pelo leo essencial de baunilha.

Voltando pergunta do ttulo desta coluna, eu diria que o clean label (ou rtulo limpo) no um conceito de marketing como foi defi nido por Kotler, mas muito mais do que isso: o resultado de uma presso dos consumidores, com a ajuda das redes sociais, para um consumo mais saudvel, mais consciente, mais justo e sustentvel, tendncia que est longe de ser uma moda passageira, que chegou para durar.

Denise Steiner
Temas Dermatolgicos por Denise Steiner

Plasma no tratamento da queda de cabelo

O plasma rico em plaquetas (PRP) uma tcnica que faz parte da terapia regenerativa, sendo usada para vrios tratamentos na rea da sade. Trata-se de uma tcnica em que o sangue do paciente colhido e centrifugado, promovendo a separao entre a parte vermelha e o plasma. Na sequncia, o plasma que tem maior concentrao de plaquetas injetado na regio a ser tratada. Na dermatologia, utilizado para o tratamento de lceras e feridas, envelhecimento cutneo e at calvcie.

O processo realizado com um kit padronizado para esse tratamento. Isso signifi ca que o tipo de centrfuga e a sua velocidade, assim como o tipo de tubo, iro garantir a maior concentrao de plaquetas no plasma. importante saber quanto as plaquetas esto concentradas porque esse o diferencial do tratamento.

O mecanismo de ao do tratamento com PRP consiste em aumentar o nmero de plaquetas para que haja maior quantidade de fatores de crescimento, sendo liberadas quando o lquido plasmtico for aplicado na pele.

Esses fatores de crescimento esto dentro das plaquetas e so liberados logo aps a injeo na superfcie cutnea. Eles so fatores naturais do organismo e ocupam receptores especfi cos, promovendo estmulos positivos, diminuindo a infl amao e melhorando a cicatrizao.

Os fatores de crescimento liberados pelo PRP so complexos proteicos chamados citoquinas, que tm grande capacidade de estmulo e tambm de modulao das reaes teciduais.

Alguns dos principais fatores de crescimento liberados pelas plaquetas no PRP so:

- PDGF: fator de crescimento plaquetrio, estimula as clulas-tronco locais;
- IGF1: fator de crescimento insulina like, que melhora a matriz intercelular e a oxigenao tecidual;
- VEGF: fator de crescimento endotelial e melhora a vascularizao e a angiognese.

Alm dos fatores de crescimento (ou por causa deles), o PRP tambm melhora o excesso de oleosidade e a infl amao da pele e do couro cabeludo, alm de melhorar a resistncia imunolgica do local.

A aplicao do PRP na pele e no couro cabeludo pode ser feita com injeo ou com tcnicas de drug delivery, como microagulhamento e microinfuso de medicamento na pele (MMP).

O PRP efi caz tanto para homens como para mulheres e pode ser usado em qualquer idade. Em geral, so indicadas de 4 a 6 sesses mensais para os tratamentos especifi cados.

O grande diferencial do tratamento com PRP o estmulo das clulas-tronco, que so clulas com mltiplas capacidades regenerativas, melhorando a vascularizao, a produo de fibras de colgeno e, de maneira geral, a energia de todas as clulas.

A medicina regenerativa, em que recursos do prprio organismo podem melhorar processos genticos e degenerativos, tem obtido resultados alentadores em vrias situaes clnicas.

Na dermatologia, os resultados para tratamento da calvcie so signifi cativos, assim como a melhora da tonicidade e da qualidade da pele fotoenvelhecida.

Carlos Alberto Trevisan
Boas Prticas por Carlos Alberto Trevisan

A importncia da participao

Vou aproveitar esta oportunidade para recordar alguns princpios que acredito serem relevantes para o processo da Qualidade. O princpio mais importante para esse processo o da responsabilidade da administrao quanto ao estabelecimento dos parmetros da Qualidade que vo nortear as aes da organizao na prtica efetiva da Qualidade. A alta administrao tem que mostrar liderana e se comprometer com o processo da Qualidade, devendo estabelecer, implantar e manter ativa a poltica da Qualidade.

A organizao deve determinar direes pertinentes que levem aos objetivos traados e ao direcionamento estratgico desses propsitos, e que afetem positivamente sua capacidade de alcanar os resultados pretendidos no sistema de gesto da Qualidade. a partir da que so estabelecidos os procedimentos que suportam as aes que tero como resultado a Qualidade.

A organizao deve criar objetivos para todas as aes que impactem no processo da Qualidade. Esses objetivos devem ser passveis de mensurao, controlados e informados a toda a organizao.

A organizao deve fornecer todos os recursos para possibilitar que a implantao da Qualidade seja realizada na forma de melhoria contnua.

sabido que quem faz Qualidade so pessoas, portanto a conscientizao e a consequente participao dos colaboradores no processo da Qualidade so fundamentais para que os objetivos sejam alcanados.

Especial ateno deve ser dada importncia da motivao dos colaboradores para que a organizao possa alcanar o comprometimento de todos eles com seus objetivos.

Lembre-se de que a motivao sempre pessoal e ser obtida sempre que os objetivos da empresa forem os mesmos dos colaboradores.

A importncia do treinamento sempre deve ser considerada, pois a capacitao faz parte do processo de conscientizao do treinando.

Um fator importante no processo da Qualidade sem dvida a comunicao, pois, como j dizia o Velho Guerreiro [o comunicador Abelardo Barbosa, o Chacrinha], quem no se comunica se trumbica. Ficou devidamente comprovado, atravs dos tempos, que a informao deve ser absorvida e compreendida, para que o entendimento possa ser considerado satisfatrio e possibilite a execuo das atividades com a participao efetiva de seus colaboradores.

Outro aspecto que deve ser considerado a presena constante de processos de melhoria, que consistem em identificar as oportunidades. Esses processos de melhoria devem possibilitar o atendimento dos requisitos da Qualidade em todas as aes que se faam necessrias para o cumprimento dos procedimentos estabelecidos.

O atendimento s no conformidades outro princpio importante, tendo em vista que os reflexos negativos desses eventos podem comprometer seriamente a reputao da empresa tanto interna quanto externamente.

As no conformidades devem ser preventivamente consideradas riscos, que, caso ocorram, podero prejudicar todo o processo da Qualidade.

Na gesto de riscos, a administrao da empresa deve estabelecer um processo de melhoria contnua da Qualidade. Esse processo s far com que a Qualidade seja preventiva quando for capaz de evitar efeitos colaterais indesejados.

Valcinir Bedin
Tricologia por Valcinir Bedin

Tecnologias aplicadas aos tratamentos capilares

Microagulhamento: : a tcnica realizada com a ajuda de um pequeno instrumento, que consiste num rolo geralmente feito de material plstico associado a pequenas agulhas de ao cirrgico ou de outro material metlico inerte, de uso tcnico e individual. Funciona por estimulao das clulas estaminais e induz a ativao dos fatores de crescimento.

Foi realizado um estudo com a participao de 100 pacientes com alopecia androgentica leve a moderada, divididos em 2 grupos: um recebeu tratamento semanal de microagulhamento com loo de minoxidil a 5% duas vezes ao dia; o outro recebeu apenas loo de minoxidial a 5%. Depois das fotografi as globais do incio do tratamento, os couros cabeludos foram raspados para assegurar a igualdade de comprimento da haste do cabelo em todos os pacientes.

A contagem do cabelo foi feita em 1 centmetro quadrado (1 cm) em uma rea fixa (marcada com tatuagem) no incio e no fi nal do tratamento (semana 12). Os resultados mostraram que:

1 - A alterao mdia na contagem de cabelo na semana 12 foi signifi cativamente maior no grupo do microagulhamento em comparao com o grupo do minoxidil (91,4 versus 22,2, respectivamente);

2 - 40 pacientes no grupo de microagulhamento tiveram pontuao 2-3 em uma escala visual analgica de 7 pontos, enquanto nenhum paciente apresentou a mesma resposta no grupo do minoxidil;

3 - No grupo de microagulhamento, 41 pacientes (82%) relataram melhora de mais de 50%, contra apenas 2 pacientes (4,5%) no grupo do minoxidil. Portanto, o grupo de microagulhamento com minoxidil foi estatisticamente superior ao grupo tratado com minoxidil na promoo do crescimento de cabelo em homens com AAG.

O microagulhamento uma ferramenta promissora na estimulao de crescimento do cabelo e tambm til para tratar a perda de cabelo refratria ao tratamento com minoxidil.

- Tatooing: Uma alternativa de tratamento a utilizao da mquina de tatuar para introduzir medicamentos no couro cabeludo.

- Drug delivery: Entrega de medicamento na derme e subcutneo. O mecanismo de drug delivery pode ser realizado de diferentes maneiras. Em comum existe o uso de uma substncia tpica que tem a absoro estimulada por outro mecanismo, podendo ele ser mecnico (roller) ou provocado por um laser.

- Drug infusion: Penetrao da droga diretamente na derme, em microdoses (permite a aplicao em toda a rea a ser tratada).

- Mesoterapia: Infuso de medicao diretamente na derme (limitada a uma quantidade mnima de aplicao em cada rea).

- Terapia com luz de baixa potncia: O tratamento com luz de baixa potncia (LBP) foi descrito na dcada de 1960 e utilizado para acelerar a cicatrizao de feridas. Depois, descobriu-se que ele tinha a capacidade de induzir o crescimento dos pelos em ratos. A partir de ento, foram feitas algumas tentativas de usar a LBP para estimular o crescimento do cabelo em pacientes com perda de cabelo. A laserterapia de baixa potncia, a terapia com luz vermelha e o laser frio so as outras terminologias comumente utilizadas e referidas como LBP.

O mecanismo pelo qual a LBP afeta o crescimento do cabelo geralmente desconhecido. No entanto, a laserterapia com uma janela teraputica especfi ca que se encontra entre 600 e 1400 nm pode, teoricamente, induzir o aumento mitocondrial mediado em trifosfato de adenosina (ATP) celular. Os tratamentos clnicos so realizados em sesses com durao de 15 minutos e, em geral, so repetidas 3 vezes por semana durante 12-16 semanas. Embora, teoricamente, eles possam ser seguros e efi cazes, so necessrios mais estudos clnicos observacionais antes de considerar a laserterapia como uma modalidade de tratamento para a perda de cabelo.

Existem atualmente duas drogas principais para o tratamento da alopecia androgentica masculina ou feminina a fi nasterida oral e o minoxidil tpico , que so efi cazes at certo ponto. Infelizmente, aps a descontinuao do tratamento, qualquer ganho que tenha sido alcanado com essas drogas rapidamente perdido.

Quando usados corretamente, os tratamentos mdicos disponveis podem deter a progresso da doena e at mesmo reverter a miniaturizao na maioria dos pacientes com alopecia androgentica leve a moderada. E, nas mulheres, pode ser tratada com antiandrgenos orais (acetato de ciproterona, espironolactona) e/ou minoxidil tpico com bons resultados em muitos casos. O transplante de cabelos pode ser considerado para casos selecionados de alopecias androgenticas graves, tanto em homens quanto em mulheres.

Todos os tratamentos de alopecias funcionam melhor quando iniciados precocemente, e as combinaes de tratamentos tendem a ser mais eficazes.

Novos Produtos