14-09-2018

Silab apresenta novos dados de eficácia do Recoverine

Silab apresenta novos dados de eficácia do Recoverine
Uma função de barreira que se torna danificada resulta em pele seca e áspera. Para superar esse desconforto, a Silab oferece ao mercado o Recoverine. O ingrediente atua no equilíbrio de coesão e descamação e, mais especificamente, na reestruturação dos mecanismos de síntese de lipídios da epiderme e na diferenciação epidérmica. A empresa apresenta novos dados de eficácia, sobre a capacidade do ingrediente no controle da homeostase no estrato córneo.


O Recoverine estimula dois poderosos mecanismos biológicos: a produção de energia celular, desencadeando a mitofagia [testado a 1% em queratinócitos estressados, o ingrediente aumenta significativamente o percentual de mitofagossomas (+ 56%)] e, consequentemente, aumentando a produção de ATP necessária para o correto funcionamento dos queratinócitos; e a atividade das enzimas PADs, uma nova estratégia para favorecer o equilíbrio de coesão/descamação. Dessa forma, o ingrediente garante a funcionalidade e a eficácia da barreira cutânea.


Novos testes in vivo também destacaram que, após 14 dias de tratamento, duas vezes ao dia, Recoverine testado a 2,5% tem um efeito significativo sobre a função de barreira, reduzindo a perda de água transepidérmica na pele asiática pele sem agressão (-11,4%, P <0,001) e na pele caucasiana com agressão (-17%, P = 0,0045). Uma avaliação subjetiva confirma esses resultados. “A maioria dos voluntários asiáticos afirmou que sua pele estava mais suave e macia (90%), hidratada (73%), bem como nutrida, mais flexível e luminosa (80%)”, informa a empresa.


Recoverine é obtido a partir de castanhas provenientes de uma cadeia de suprimentos local, rastreável e segura. A criação de especificações junto aos produtores locais, localizados a menos de 30 quilômetros da Silab, levou à padronização das condições de cultura, colheita e transformação, garantindo a homogeneidade na qualidade da matéria-prima.


O ingrediente é resultante de um processo de bioengenharia enzimática, que permitiu preservar os compostos nativos das castanhas e isolar as frações de ramnogalacturonanos e ácidos urônicos. Ingrediente ativo patenteado (INCI name: Water & Castanea sativa (Chestnut) Seed Extract), Recoverine está disponível em solução aquosa (quantidade recomendada: 2% a 4%) e em pó conservante, e está em concordância com os regulamentos cosméticos internacionais (Europa, Estados Unidos, Japão e China).




Notícias relacionadas

Cientistas desenvolvem biomarcador fotográfico para identificar idades

O PhotoAgeClock, desenvolvido pela startup estoniana Haut.AI, foi treinado em 8.414 fotos de alta resolução

+

Proteção contra o estresse urbano

Para um alívio direcionado à pele estressada, a DSM aponta as soluções Alplaflor Scutellaria AO e Bel-Even

+

BASF apresenta nova geração da ferramenta Sunscreen Simulator

O simulador on-line passa a incluir cálculos dinâmicos imediatos e comparações em paralelo de múltiplas formulações, entre outras melhorias

+

Anvisa realizará reunião pública sobre serviços de embelezamento

A reunião acontecerá nesta quinta-feira, 22. O objetivo é debater a regulamentação sanitária para esses serviços

+

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos