Cosmetics

Edição Atual

http://farmacosmetica.com.co/
http://kosmoscience.com.br/
https://colama2018.com/
http://latinamerica.in-cosmetics.com/pt-br/home/?utm_campaign=C&T&utm_medium=media-partner&utm_source=C&T&utm_audience=visitors&utm_content=banner
http://www.quimicaanastacio.com.br
http://www.cosmotec.com.br/
http://www.bbquimica.com.br/bbq/
http://www.sarfam.com.br
17 de Junho de 2018

04-01-2018

Projeto da Symrise apoia agricultura sustentável na região amazônica

Projeto da Symrise apoia agricultura sustentável na região amazônica Em apoio à agricultura sustentável na região amazônica, a Symrise lançou, em outubro de 2017, um projeto – com duração de três anos – que ajudará os agricultores a diversificar e melhorar seus produtos. Para tanto, a empresa fez uma parceria com a Natura e com a Sociedade Alemã para Cooperação Internacional (GIZ). O objetivo, além de promover a proteção da floresta tropical, “é melhorar de forma significativa a criação de valor para os agricultores e cooperativas locais”, afirma a empresa.

A Symrise informa que os parceiros no projeto estão trabalhando para apoiar a agricultura sustentável na região amazônica. A ideia é restabelecer a vegetação natural ao longo da Rodovia Transamazônica e nas regiões nordeste do Pará e Ponta do Albunã, por meio de um cultivo modificado da terra e ações de reflorestamento.

O objetivo do projeto é tornar rentável toda a cadeia de valor. Isso era quase impossível para agricultores e pequenas fazendas que não possuíam equipamento técnico adequado ou suporte ao gerenciamento. “Dessa forma, a Symrise e a Natura estão oferecendo in loco às cooperativas, conhecimentos técnicos sobre equipamentos e gerenciamento. A GIZ irá capacitar os agricultores no Brasil e tratar da ajuda governamental”, destaca a Symrise.

A empresa ressalta que todas as partes envolvidas se beneficiam do projeto – como os clientes dos países compradores, que buscam matérias-primas de fonte sustentável. Os 14 parceiros nas cooperativas locais, das quais dependem mais de mil famílias, devem aumentar suas vendas em 20% e obter a certificação da União para o Biocomércio Ético (UEBT). Ao mesmo tempo, os parceiros estão apoiando a reutilização de materiais, com a criação de novos produtos feitos a partir do que, em outro contexto, teria sido descartado. "É importante envolver todos os potenciais interessados neste projeto. Reformular e melhorar os processos e conhecimentos técnicos nas comunidades é uma grande oportunidade para todos ", diz Adelino Nakano, diretor regional de Inovação da Symrise.







Cosmetics Online

  • Ediçăo
  • Twitter
  • Facebook
  • Orkut
  • Voltar

Notícias Relacionadas

Comentários

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Cosmetics